https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

De repente...

 
Tags:  Luz.poesia.som  
 
de repente sinto um arrepio um sopro de alento
esperanca desfibrila
e torna verde o entorno da pupila
ja nao sou mais pele dura e fria
surdo cego em melancolia
encarcerado numa carcaça vazia
meu grilhao a cela da cidade cinza
vejo aquarela ouço melodia
punhos fechados desabrocham compondo poesias

 
Autor
vandin99
Autor
 
Texto
Data
Leituras
237
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.