https://www.poetris.com/
Poemas : 

Tremes

 
Tags:  poema    poesia    poeta    Tiago malta    Grimorium  
 
Tremes
 
Uma árvore me pede pra não chorar
Chegaram outras que me chamaram pra brincar,
Brincamos, pique esconde e indiozinho na floresta a noite toda.

De manhã acordei estava numa praça.
Uma pomba avisou para ir para casa.
Tudo fora do lugar, luz cortada.
Havia um bilhete sobre mesa.
Mas a Afasia é minha amiga.

Paranoia imediatica levou-me as ruas.
As ruas me levaram para as pastilhas coloridas.
As pastilhas coloridas me apresentaram aos Anjos.

Os Anjos me mostram o mundo sem máscara
Visão holística
Vi o verdadeiro formato do sol
O Delirium é normal;
E a resposta na forma de porrada, é normal?
E o descaso com nossos casos, é normal?


Vamos Unir nossos Poderes

Este Poema faz parte do Livro Grimorium livro de Tiago Malta que você pode ler online pelo Issuu.com ou pelo scribd.com ou comprar a versão online pela Amazon. A versão "física" será distribuída em formato de disquete, pelo valor de R$10,00 (Dez Reais) mais o frete. É só fazer o pedido diretamente pelo nosso e-mail nacaraecoragem@yahoo.com.br - Nesta versão Além do e-book você receberá 3 músicas da Aparelhagem Malk Espanca inéditas. E para quem optar por esse formato também enviarei o conteúdo do disquete por e-mail.
 
Autor
OTiagoM
Autor
 
Texto
Data
Leituras
52
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.