https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

UM SENTIMENTO INEXPLICÁVEL!

 
Ela morreu
como se põe o sol numa linda
tarde de agosto,

depois de viajar
por tantos mares, de voar por tantos ares
e de pousar em tantos leitos
para confeccionar
trepadas;

no entanto,
o sol que jaz todo dia, ressuscita
em todo amanhecer para renovar a luz
e a vida,

enquanto ela
me fecundou com seu amor
e com seu veneno, a ponto de eu sentir
que com ela morri junto!




Péricles Alves de Oliveira (Thor Menkent)


 
Autor
Thor
Autor
 
Texto
Data
Leituras
261
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.