https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

O teu próprio mundo

 


São três da madrugada
E ainda estás acordada
Numa inquietação desconcertante.
O teu dia foi um carrossel
Que marcou a tua pele
De uma forma permanente.

E, as lágrimas na escuridão
São um bramido de aflição
Do teu triste lamento.
A noite fria e silenciosa
É tão cruel e tenebrosa
Como o teu sentimento.

Nada nesta vida é fácil
Para um coração frágil
Domado pelo desgosto profundo.
Procuras por uma saída
Mas estás sozinha e perdida
No teu próprio mundo…



José Coimbra

 
Autor
Legan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
598
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
39 pontos
3
6
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 24/12/2018 08:57  Atualizado: 24/12/2018 08:57
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 6134
 Re: O teu próprio mundo


O que dói não é
O que há no coração
Mas é as lágrimas
Da insónia
No seu próprio mundo
Que talvez existirão...


Um abraço poeta
um Santo e feliz Natal José Coimbra