https://www.poetris.com/
Contos : 

Nada está perdido se você pode recordar

 
Os processos internos do ser humano não podem apreender totalmente certas condições de existência, por isso, às vezes, tentamos ilustrá-las aqui, colorindo estas condições com a sua linguagem e a sua forma de ver o mundo.
O ego humano trabalha por meio de compensações e recompensas. Este ego está "preso" numa teia elaborada de espaço e tempo. Essa condição reclama todas as atenções para si. Então, é no "aqui e agora" que o ego deseja ser satisfeito...
Aos seus olhos, uma flor brota do solo, frágil e indefesa como um broto sobre o seu delgado caule. Ela recebe energia do sol, se desenvolve, atrai os insetos que proliferarão sua prole; e finalmente, decai. Aos seus olhos ela volta aos elementos que a deram origem.
Mas, não é assim. Essa flor, ela não apenas cresce a partir do solo. Aos nossos olhos, e aos olhos de outros que não estão "presos" às suas condições, ela perpetuamente se expressa. O que você assiste desta expressão é aquela flor em particular. Mas ela, ao mesmo tempo, para si mesma, brota e não brota. Ela muda de cor, de forma, de natureza... Ela está lá e não está. Ela sempre estará lá, se expressando. Vivendo de todas as infinitas formas possíveis, na sua forma de ver o mundo. Se você só acredita no que vê, então você se vende por pouco, e ignora infintos espectros de cor e luz ao teu redor. O mundo, meus caros, é muito mais do que se desenha ao seu olhar, aos seus ouvidos e aos seus tatos.
Então, a verdadeira percepção é independente dos sentidos físicos, logo, do seu corpo. Mas e então, onde está a vida e a realidade, se não está em meu corpo?
Esta percepção está na energia que pulsa e abarca os universos. Nestes termos, não há passado e futuro. Não há espaços. As experiências são experimentadas, redundante assim mesmo, e por serem experiências psíquicas podem ser re experimentadas, como você faz com seus pensamentos e recordações. Re... cordar... "trazer de volta ao coração". Vocês nem mesmo compreendem as palavras que dizem.
Assim, dessa forma, não te deixo perdido. Pois mesmo o seu ego é infinito, pois pode se lembrar dele. Ainda mais, pode vivê-lo de formas inteiramente diferentes, experimentando a si mesmo, aprendendo, reaprendendo.
Uma Consciência poderia ser qualquer coisa! Ela poderia viver eternamente num mar plácido de nuvens multicoloridas, rodeada das mais lindas melodias jamais sonhadas pela mente humana.
Mas, quanto tempo? Pela eternidade?!
Pode apostar, essa Consciência não vai se demorar muito tempo lá. Ela vai buscar meios e modos de se expressar e aparecer. E nesses infinitos mundos que ela criar, ela vai se reafirmar. Pois, ainda que tudo seja um, nenhuma infinita Consciência viveu a mesma coisa que outra, e em suas aventuras ela define quem ela é, e suas aventuras é o seu Ego verdadeiro.
Então, alegre-se. Tudo é exatamente como tem de ser. Uns, se contentam com a aventura atual. Outros, já querem campos melhores, voos mais altos. Alguns, só querem curtir a brisa.
Seja o quê, e como for, isso é você. Sua expressão no mundo. E juntos, o mundo expresso em vocês.
Este conhecimento, por si só, deveria trazer um senso de irmandade e compreensão a cada alma expressa aqui. Posso ver seu mundo onde este senso proliferou. Gostaria de despertar em você o desejo de encontrá-lo. Mas a expressão é sua.


j

 
Autor
London
Autor
 
Texto
Data
Leituras
62
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.