https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

ILUSÕES

 
Tags:  poema  
 
ILUSÕES
 
ILUSÕES
(Jairo Nunes Bezerra)

Inesperadamente viajei pelo ares,
Se morri não sei dizer...
Luzes cintilantes ofuscavam o meu olhar,
E vontade prevalecia de espairecer!

As recordações vivenciaram o passado,
Inebriado voejei sem asas...
Para quem ficou fica o meu recado
A dúvida é a manifestação que afaga!

Nuvens esbranquiçadas à minha volta,
Calmo acompanho –nas sem revolta,
Ante o firmamento com cores azuladas!

Acordei.. . Fora um pesadelo passageiro,
Levantei-me ligeiro,
E volteei o quarto com passadas apressadas!




 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
290
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.