https://www.poetris.com/
Poemas : 

A Loucura

 
Rasgo o peito,
Quebro o olhar...
...enfrento-te a ti, inimigo...
...não vacilo, ...não desisto,
medir forças?!
olha dentro de ti,
vais ter de te transformar,
virar Deus,
e pedir ajuda ao Olimpo.
Para me vergares,
e para me venceres.
Sou ser das sombras,
a escuridão é a minha casa,
nas brumas estou na imensidão.
Já fui Poeta, agora sou ser perdido,
entre o que queria e o que perdi,
a minha cabeça não para de me assombrar,
ela é a inimiga, pede-me o infinito,
solicita saltos de fé, saltos de loucura...
Como se eu soubesse onde pára o sonho,
beber arte, beber inspiração,
beber vinho das musas do outrora.
MAS EU VIVO NAS SOMBRAS,
a escrita não é a cruz,
nem a pintura a minha bíblia.
E quando eu morrer,
irão olhar para o sepulcro,
cravado a carvão irão ler...
Aqui jaz...PSEUDO-POETA...
Alma que na imensidão quis tanto,
e nos degraus se deixou derrubar,
Viveu para se iludir,
para se embriagar nos sentidos,
e nos sentidos se perdeu...
e lá se foi a sensibilidade de amar, de ser,
de se eternizar...
Mas nesse momento...
OLHA-ME nos olhos da fotografia do sepulcro,
irei te assombrar do além...
OLHA-ME a alma e verás toda a minha vida neles...
Faz-me um favor...
sê a Poeta que não fui...
Escreve sobre mim...
Escreve as linhas que não sou capaz de materializar...
Escreve por favor...
Toda a minha loucura...

by Alexanther the Poet 13-04-2019


Alexander the Poet

 
Autor
Domitor
Autor
 
Texto
Data
Leituras
73
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.