https://www.poetris.com/
Poemas -> Desilusão : 

A Noite do Ébrio

 
Caminhei como ébrio pela noite
Sua falta doía muito em mim.
Nos bares não te encontrei
Nem nas latinhas de cerveja que tomei.
Na noite vaguei perdido
Em busca de teus braços.
Os amigos sumiram
Assim como a multidão
Não havia paz na minha vida
E nem no meu coração.
Conduzido pelo destino
Parei na frente de seu lar
Como um andarilho sem rumo
Eu queria apenas amar.
Você me atendeu
Mas, não sentiu nenhuma pena
Disse que eu não poderia fazer aquilo
Pois minha alma era pequena.
Pensei que ao te ver
Fosse amenizar minha dor
No entanto, o desespero aumentou
Pois eu precisava de amor.
Amor este que você já não dispunha
Para me oferecer.
Por isso voltei para casa
Sabendo que minha vida era sofrer.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
199
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Namas-tibet
Publicado: 11/06/2019 21:08  Atualizado: 11/06/2019 21:08
Colaborador
Usuário desde: 17/07/2018
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1011
 Re: A Noite do Ébrio
Aqui e "no outro lado"