https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Anjos e demônios

 
Chega dá um nó na orelha
Só de pensar em tudo isso.
Será que existe amor nessa cidade?
Ando por um labirinto
Onde casas parecem cair quando passo por elas.
Um anjo está à espreita no alto de um prédio antigo
E parece olhar as pessoas que transitam pelas ruas.
As pinturas gritam
A melancolia de uma linda frase
O que parece flores de um buquê.
Mas, flores de buquê estão mortas.
Será que existe amor pela cidade?
Os bares estão cheios
As almas estão vazias
Morfina de uma rotina sem sentido algum.
Há ganância por toda parte,
Vaidade em todos os salões
Acho que ninguém vai para o céu.
Vejo demônios escondidos nas ruínas,
Nos escombros...
Sofro a resignação
E nem preciso morrer para ver Deus.
Será que existe amor na cidade?

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
232
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 18/08/2019 22:05  Atualizado: 18/08/2019 22:05
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16139
 Re: Anjos e demônios
Odair
Belo poema para reflexão!
Penso que muitos vivem como anjos caídos, vaidosos, movidos pela ambição, são pessoas de almas vazias e cada vez mais distantes de seu propósito na Terra.
Obrigada pela partilha!
Beijos!
Janna