https://www.poetris.com/
Poemas -> Solidão : 

FINAL SEM VINHO

 
Tags:  poema  
 
FINAL, SEM VINHO
(Jairo Nunes Bezerra)

Tudo se acabou... Tudo voou pelo espaço,
Descasos sofreram as minhas fantasias...
Lamento apenas a falta de teus abraços,
Que ampliaram as minhas nostalgias!

E nas minhas andanças por tristes ruas,
Já enegrecidas com a ausência solar,
Tu ainda vagueias totalmente nua,
Atraindo o meu pertinaz olhar!

Tu costumada mulher puta provocante,
Excitando-me a todo instante,
Destruiu o meu ativo e sensual viver!

Inutilizado nesta passagem transitória,
Vítima de uma paixão ilusória,
Tento em vão te esquecer!



 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
163
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.