https://www.poetris.com/
Poemas -> Desilusão : 

Inércia

 
Tags:  solidão    esperança    lembrança  
 
Em algum lugar, esquecida de si.
Onde o espelho não mais lhe chamava atenção.
Um vazio se fez presente em seu coração.
E tudo voltou a ser nada.
Sem ambição.
Sem pretensão.
Sem excitação.
Trancafiou-se na solidão
de seus dias frios.
Não via.
Não queria.
Não pretendia.
Havia esquecido do mundo.
Sem sonho.
Sem esperança.
Sem lembrança.
Do que poderia ser,
e que nunca foi.
Inexplicavelmente algo aconteceu.
Que a fez tirar os pés do chão!
Ao olhar-se no espelho.
Alegria!
Viu um brilho intenso em seu olhar.
Sentiu seu coração novamente acelerar.


Open in new window


 
Autor
Iolanda Brazão
 
Texto
Data
Leituras
146
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.