https://www.poetris.com/
Poemas : 

Homem vazio

 
Tags:  solidão  
 
Noutro fugaz intuito
Meu, de alcançar o horizonte
Alguém que anda a monte
Dá-me um encontro fortuito,
Um ser, nunca vi, tão vazio
Que, sem eu querer, me dá pena
Ver esperança tão pequena
E só, em tal desvio.
Quero tratá-lo de amigo
Ao homem que não me dá mão,
Desconfio de solidão
Que não tem o coração consigo,
Literalmente me disse
Que dinheiro já não tinha
Nem um emprego lhe vinha
Nem nada que lhe sorrisse,
Que morreu para a amizade,
Numa família onde está a mais
É órfão de deus e dos pais
Com saudades de ter saudade.
Ó homem de coragem louca
O que eu disser às condições
Em que vives, serão palavrões
Pois sem palavras me fica a boca.


Nascer para ser feliz

 
Autor
bloackt
Autor
 
Texto
Data
Leituras
196
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
23 pontos
1
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 20/06/2020 07:43  Atualizado: 20/06/2020 07:43
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1915
 Re: Homem vazio
É um poema muito bom.
O seu ponto alto são os últimos 4 versos, cheios de força e significado.
Ele em si é todo muito prosaico, mas está extremamente bem construído.
Abusa das rimas mas nenhuma foge de sitío e não parecem forçadas.
O poema flui muito e muito bem.
Ando um pouco averso a esparsas longas, mas o contínuo descritivo do sujeito poético, ou da descrição do "Homem vazio" também a isso obrigou.

Fazes-me lembrar um pouco o Gyl, o que por si só é um enorme elogio.

Abraço e obrigado pela leitura