https://www.poetris.com/
Poemas : 

Solidão de Ouro

 
Tags:  solidão    Deus  
 
Doei meu coração em vão
Nessa imensidão vazia que tudo vejo
Imensidão vazia, não, cheia de solidão
e de profundos arquejos...

Arranco espinhos e espero as flores,
Daqui em diante, colherei desamores,
Monocromáticas tornam-se as cores,
e insípidas as minhas dores.

Que seja dito, claramente
Pulei de um precipício
Em que caio ávidamente
No vazio do princípio

Nas entrelinhas se observa
Minha solidão amargurada,
Antes só, e só eternamente,
Do que de Deus apartada...



Open in new window

 
Autor
LuanaMoura
 
Texto
Data
Leituras
100
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ALFA
Publicado: 05/08/2020 13:15  Atualizado: 05/08/2020 13:15
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 923
 Re: Solidão de Ouro
A vida é feita de escolhas
Quantas vezes espinhosas
Quando se vão, as folhas
Que fique o aroma, a rosas!