Poemas : 

Dualidade

 
Tags:  reflexão    sentimentos    vazio  
 
Soa tão irônico dizer
que o vazio me preenche...
Ora, como pode ser,
Ou esvazia ou enche!

Me pergunto todos os dias
O porquê de tal dualidade,
Sentimentos por todas as vias
Mas nada sinto, na verdade.

Estão tão a flor da pele
que se esqueceram de onde vêm,
e agora meu coração repele
todos eles, e dele me faz refém

Refém de um coração vazio,
Mas cansada de sentir demais...
Só queria algum sentido,
Para todos os meus temporais...


Open in new window

 
Autor
LuanaMoura
 
Texto
Data
Leituras
530
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.