https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O corre-corre atrás do tempo

 

O corre-corre
É o dia-a-dia de quem labuta,
Dias são poucos
Noites, inda mais poucas

O tempo voa,
E as horas têm pés do vento,
Não ficam atrás do tempo,
Nem do peso dos meus pés de lã

Nos trajectos da vida,
Conto passos
À passos largos
Pra que os dias igualem as noites

Nesta contagem do tempo
No destempo,
Adormecem os deveres do lar
Nos braços do tempo que o tempo não tem

De casa ao emprego,
Prego fundo em meus pés
No corre-corre sem tempo,
Que a vida me reserva

Atrás do tempo não vou
Nem dou tempo ao atraso,
Antecipo a brevidade do tempo,
Pra que haja sorrisos no meu fogão

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
212
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.