https://www.poetris.com/
Poemas : 

Beleza plena

 


Ainda é cedo
Mas já estou a pé
A tomar café
Mas está azedo.

O sol irá nascer
E continuo assim
Sem saber de mim
Sem nada para fazer.

Ainda atordoado
Meto-me a caminho
Pensando sozinho
Num passo pesado.

Afasto-me da vila
Numa jornada sem rumo
E sem o aplumo
Nesta alma que vacila.

Entre as giestas e o pó
Tenho a certeza
Que com a natureza
Sou um só.

Com o objetivo em mente
Sigo em passo lento,
Ganho novo alento
E sigo em frente.

Quando termino
O percurso duro,
Respiro o ar puro
Num momento divino.

A vila tão pequena
E tão remota,
Entre o verde brota
Numa beleza plena…



José Coimbra

 
Autor
Legan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
186
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
2
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AntónioFonseca
Publicado: 12/11/2020 20:58  Atualizado: 12/11/2020 20:59
Colaborador
Usuário desde: 31/05/2013
Localidade:
Mensagens: 1296
 Re: Beleza plena
É com satisfação que comento o seu excelente poema. Bonitas quadras, bem rimadas, escrito com sentimento forte, nessa caminhada verdejante, de "beleza plena" por vezes longa e difícil, mas com a perseverança de ultrapassar as dificuldades, respirando o puro ar da natureza, encontrando assim as necessárias forças para enfrentar a luta da vida.
Caminhada difícil, mas que previne a depressão, faz bem ao coração, ao corpo e até à alma, na companhia da fé divina.

Os meus cumprimentos e um abraço poeta José Coimbra (Legan).

António Fonseca

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 15/11/2020 15:26  Atualizado: 15/11/2020 15:26
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 3978
 Re: Beleza plena


Melancólico entre o café azedo
da saudade sentida
neste caminhar poético de giestas e pó
num respirar puro em beleza plena
fica a poesia dum momento divino


um abraço poeta José (Legan)