https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

A excelência do amor!

 
A excelência do amor!
 
Ter a capacidade de amar,
vestindo-me de auto disciplina
que ela seja suficiente
como um fio condutor,
para manter relações
construtivas de amor genuíno
alicerçadas na liberdade.

São a liberdade e a disciplina
fatores primordiais,
que vamos criando.

Sem a disciplina do amor genuíno
a liberdade é invariavelmente
sem amor e destrutiva.

Se a auto disciplina for constante,
assim como a auto análise,
o dever, a responsabilidade
e o compromisso,
poderão ser o caminho
de uma alegria suprema.
Se escolhermos outro caminho
encontraremos momentos
em que a alegria será passageira
e escassa.

Quando amo genuinamente,
estou a aprofundar-me,
a prolongar-me e a desenvolver-me
capacitando-me a eternizar o amor.

Quanto mais amo,
e quanto mais tempo amo,
maior me torno.
Não há maior compensação do
que amar genuinamente.

Quando cresço
através do amor genuíno,
cresce o meu contentamento,
cada vez mais presente,
cada vez mais constante.

Alice Vaz De Barros


Alice Vaz De Barros

Imagem do google
 
Autor
AliceVazDeBarros
 
Texto
Data
Leituras
169
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
6
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 27/02/2021 17:48  Atualizado: 27/02/2021 17:48
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 4560
 Re: A excelência do amor!


Lindo


Amar é isto, é liberdade
disciplina, sentimento
neste seu amor poético

beijos poetisa Alice


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/02/2021 03:57  Atualizado: 28/02/2021 03:57
 Re: A excelência do amor!
belo...belo texto.."Quanto mais amo,
e quanto mais tempo amo,
maior me torno." sim...um aprendizado,,um caminho uma escolha. Fica com Deus


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/02/2021 12:29  Atualizado: 28/02/2021 12:30
 Re: A excelência do amor!
só eu é que não amo nada! estou quase como a Glück: já não há amor. gostei do poema, só não entendo o que faz aí a fotografia no topo da página! é por causa da moda no facetrook! ainda por cima uma fotografia montada! não leve a mal mas eu nunca compreendi porque é que se posta um poema acompanhado de fotografia. quando escrever um livro com estes poemas também vai colocar as fotografias nas páginas dos poemas?! não precisa de responder.
um bom domingo