https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sou teus olhos, combatente

 
Open in new window

Sou olhos da noite,
Sou teus olhos, combatente.
Olho o mundo de frente
E bebo da sua fonte

Não chores, não chores não,
Faça da razão, a tua patente,
E parta pra o combate,
Pisando nas pegadas do teu coração

Caminho é atroz e longo,
O sofrimento pica como espinhos,
Ao invés de nos darem carinhos
Nos atiram com línguas de fogo

Vá sempre em frente, camarada,
Nas curvas do sol poente
Há-de-haver pedaços da sorte,
Esta vida, ninguém a comanda

Há sempre o princípio e o fim;
E a dor não é o fim,
É o começo da resistência
Às investidas da intolerância

Sou teus olhos, companheiro,
Olhos que choram tua dor
Nas húmidas paredes do palheiro,
Salpicadas do desamor


Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
282
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
21 pontos
1
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 19/04/2021 13:46  Atualizado: 19/04/2021 13:46
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6987
 A dor que persiste no tempo
O passado esquecido no presente