https://www.poetris.com/
Poemas : 

Enigma

 
Decifro-te
nas montanhas
luares e rios.

Decifro-te
na multidão
indo e vindo.

Imaginas
verdades
em tudo
o que
escrevo?

O amor
floreceu
no asfalto
repleto
de estrelas.

Leio poemas bordados
nas roupas penduradas
no varal.

Empresto
sorrisos
e asas.

Destemido
apago o medo
nas vidraças.

Na florescência
da vida, renasço.

Decifro-te
onde o silêncio
dobra lençóis.

Há flores
na estrada.
Ó, ventura!

Saio vestido
de palavras
mesmo que elas
me enganem.

Na pausa de
um abraço
sou pão
e água
no olhar
faminto.

Faça-me teu consumo diário.

Encontre-me.
Não escondo
amantes.

Os poetas nascem
com alma de anjo.

Desfio devaneios existenciais.

O amor
acende
estrelas
no fundo
do mar.

A sensibilidade
desenvolve-se
pelas ruas
e alcança
o outro lado
do mundo.

O sol carrega
de saudade
um final
de domingo.

A vento acelera
a espera do amor.

Há certezas possíveis e teorias reinventadas.

O medo explora
com precisão
o final de tudo.

Não saberei dizer
a frase inspirada
no esquecimento.

Há liberdade nesse tempo controverso?

Diga que estou
na tua vida.
Sou a causa
de tua alegria?

Para encurtar distâncias
diga que me ama
nas esquinas onde tocam tambores.

O percurso das mãos ascende os sentidos
em cada segundo
entre nós.


Poemas em ondas deslizam nas águas.

 
Autor
RaipoetaLonato2010
 
Texto
Data
Leituras
81
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 17/05/2021 14:07  Atualizado: 17/05/2021 14:07
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 17205
 Re: Enigma
Poeta Rai
Tentei decifrar esse enigma lendo linha por linha e encontrei uma linda poesia de amor!
Parabéns pela inspiração!
Abraço!
Janna