https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

Lágrimas no cais

 
Lágrimas torcidas de vocábulos declinadas
De naus que naufragaram em seus desertos
Centelhas de amor ardente nelas prostradas
Em cais de destino perdidas sem rumos certos.

Alma ferida, eternamente desassossegada
Clama por amores que hão-de nascer do nada
Deixa-se levar em forte corrente desenfreada
Em torturas de desejos procurando sua fada.

Neste parir de palavras em agonia
Onde a sombra disfarça desalento
Do ventre das noites se fará dia
E das entranhas, vem o tormento.
.
Das pedras gastas do cais
Gritos lancinantes de dores
Que escondem imensos ais
Devastando vidas, amores.

 
Autor
ALFA
Autor
 
Texto
Data
Leituras
157
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
4
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Esqueci
Publicado: 18/06/2021 23:30  Atualizado: 18/06/2021 23:30
Da casa!
Usuário desde: 02/11/2019
Localidade:
Mensagens: 361
 Re: Lágrimas no cais
Gostei de ler o sentido poema, poeta das rimas e dos bons conselhos!


Um abraço


Enviado por Tópico
Gilda.
Publicado: 19/06/2021 15:02  Atualizado: 19/06/2021 15:02
Super Participativo
Usuário desde: 26/03/2021
Localidade:
Mensagens: 158
 Re: Lágrimas no cais
Momentos de desalento inspiraram um belo poema.
Obrigada pela partilha, meu amigo.
Abraço:)