https://www.poetris.com/
Poemas : 

Onde tudo terá Fim!

 
Onde tudo terá fim!

Cheio de preocupação,
A gente visita com a flor na mão,
Choro angustia confusão
Vem uma tremedeira sem razão.

Às vezes pensa que a gente é cramulhão
O desespero se veste de gente,
Aquela alma indigente
Pulsa forte nos passeios da incompreensão.

Cansado de ouvir não, é sempre a alma
Do desespero e desunião,
O prédio com alicerce frágil
Que não sucumbe diante do vento
Voa com o pensamento.

Mas a gente continua,
Mesmo que no nosso sentimento
Caminhe pelo meio da rua,
Todos achando que a culpa é tua
A gente prossegue e segue,
Até um dia o dia se por assim
Com início, meio e fim...



Marcelo de Oliveira Souza,IwA
2x Dr. Honoris Causa em Literatura
Instagram: marceloescritor



Marcelo de Oliveira Souza,IwA
Dr. Honoris Causa em Literatura
site: www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net - Concurso Literário
blog: http://marceloescritor2.blogspot.com
Instagram: @marceloescritor

 
Autor
marcelooso
 
Texto
Data
Leituras
153
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 07/05/2022 15:52  Atualizado: 07/05/2022 15:52
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade:
Mensagens: 2148
 Re: Onde tudo terá Fim!
.



Gostei e por isso mastiguei as letras!

Andando pelo meio da rua e nem perto da calçada estava, distante daqueles que passeiam na calçada, logo eu imaginava estar no meio de um jardim.

Compreendo, as pessoas não nos entendem, mas no meio da rua não é o nosso lugar, Abraços!