https://www.poetris.com/
Poemas : 

Nenhuma borboleta volta a rastejar

 
 




as feridas
não se curam
com o sal
de uma lágrima

os antigos amores
não se apagam
com outros lábios

acredita
darei um nome
e um sentido
a todos os vazios
que deixaste
com cada ausência
[tua)
a cada vírgula
depois dos parágrafos
dos pontos finais
das reticências …


e jamais farei do esquecimento
silêncios
para não te lembrar

uma parte de mim
irá para sempre amar-te
a melhor parte

a outra parte
irá envelhecer
como casulo
que um dia
abrigou
asas
da
tua
ida





 
Autor
Idelia
Autor
 
Texto
Data
Leituras
111
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 01/08/2022 11:38  Atualizado: 01/08/2022 11:38
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29822
 Re: Nenhuma borboleta volta a rastejar
A ferida do amor que fica em nossos corações, somente o tempo para tomar a ações