Poemas -> Desilusão : 

Seu prisioneiro

 
Não conseguiu olhar em meus olhos
E descobri a razão
Não há no seu coração
O desejo que sinto por ti
E sem essa reciprocidade
O que resta é ilusão.

Eu deixo-me ser levado além
Vou para um outro caminho
Deixo você caminhar livremente
Para o lugar que deseja
O amor deve ter essa liberdade.

Não posso negar o meu sentimento
Mas, também, não posso ser seu prisioneiro
Se não há como ficar ao seu lado
Prefiro deixar que se vá
Como o sol se despede de mais um dia.

Nas minhas lembranças você estará
Com a singeleza de seu ser
Com seu sorriso tão meigo
Seu olhar tão sedutor
Que fez nascer em mim esse amor.

Tal como uma borboleta no amanhecer
Voe para o seu destino
Escolha a flor que quiser
E sinta-se feliz nesse jardim
Que tem inúmeras possibilidades.

E se acaso algum dia
Sentir vontade voltar
Porque descobriu que aqui é seu lugar
Quem sabe eu ainda esteja aqui
Com o coração aberto para você.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
230
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.