Poemas -> Amor : 

Ninfa

 

Ninfa dos meus sonhos constantes
Habitas partituras do meu fadário
Em minhas veias somos amantes
Num mundo virado ao contrário

Nascente do meu rio preferido
Onde flutuo nas tuas correntes
Percorro todo esse teu colorido
Onde pulam desejos ardentes

E na passagem dos teus rápidos
Deixo – me envolver até ao fundo
Degustando todos os teus ácidos
Que me fazem esquecer o mundo

És nascente, rio, leito, foz
Raio de sol, estrela, luar
Amor que cantas em minha voz
Onde me deleito no teu (a) mar!

Alpha




 
Autor
Alpha
Autor
 
Texto
Data
Leituras
197
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
34 pontos
6
6
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Barbozza
Publicado: 15/05/2024 00:36  Atualizado: 15/05/2024 00:36
Membro de honra
Usuário desde: 24/07/2009
Localidade: Brasil - Alagoas
Mensagens: 1563
 Re: Ninfa
Alpha, belo, a contextualização do que é preciso fazer para a correnteza do amor descer sem interrupções, livre e calmo-, abraço


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 21/05/2024 22:54  Atualizado: 21/05/2024 22:54
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18165
 Re: Ninfa
Muito bonito e bem conseguido. Bom vir aqui. Bjs


Enviado por Tópico
Beatrix
Publicado: 24/05/2024 01:01  Atualizado: 24/05/2024 01:01
Participativo
Usuário desde: 23/05/2024
Localidade:
Mensagens: 31
 Re: Ninfa / Alpha
Olá.

Só quem amou ou ama pode escrever assim.

Escrever sobre o amor não é para qualquer um e esses versos são de uma profundidade quase voyeurista. Como se o leitor estivesse a presenciar o que não devia. Veja o que conseguiu. Parabéns!

Também só quem amou ou ama o pode entender.

Na nascente do meu rio preferido...

Obrigada, Alpha.

Beatrix