Poemas -> Amor : 

Coisa de tela de cinema

 
Quando o amor te pega de surpresa
Chega para fazer um estrago danado
É coisa de tela de cinema
Um torpor quedo e indolente
Envolto em águas agitadas
É um caminho com mais leveza
Rumo aos braços do ser amado
Uma inseguranca plena de certezas
Uma explosão, uma tocha ardente
Um sentimento que não cabe mais no peito
Um abraço aguardado há tanto tempo
Um beijo que ninguém pode parar
Um bouquet de rosas perfumadas
São só duas pessoas apaixonadas
Que nem o tempo, nem a distância podem separar

Fernanda Esteves
Setúbal
 
Autor
Nanda
Autor
 
Texto
Data
Leituras
164
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
CarlosCorrea
Publicado: 25/05/2024 21:32  Atualizado: 25/05/2024 21:32
Super Participativo
Usuário desde: 02/03/2024
Localidade:
Mensagens: 114
 Re: Coisa de tela de cinema
Adorei a leveza e a suavidade do que trouxe. Fica com Deus

Enviado por Tópico
Dreamaker
Publicado: 26/05/2024 23:56  Atualizado: 26/05/2024 23:56
Super Participativo
Usuário desde: 10/12/2012
Localidade: Rio De Janeiro
Mensagens: 132
 Re: Coisa de tela de cinema
Parabéns pelo belo texto!