Poemas -> Desilusão : 

Passados recompostos

 
Olhei por sobre os montes 
Na tentativa de visualizar 
Passados recompostos 
Pela frieza do olhar. 
 
Memórias incontidas 
De um tempo tão distante. 
Onde o amor perambulava 
No coração anelante. 
 
Seu sorriso de criança 
Na manhã fria de inverno 
Transformava o meu dia 
Num calor eterno. 
 
Mas você se foi com o tempo 
Nas curvas da vida. 
Levando o amor e a esperança 
Deixando a saudade dorida. 
 
Meus olhos não contemplam nada 
Além do horizonte risonho 
Seus passos estão bem longe 
Da realidade de meu sonho. 
 
Volto-me então 
Para seguir o meu caminho 
Na esperança de encontrar alguém 
Que me dê o seu carinho. 
 
Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
172
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 10/07/2024 06:37  Atualizado: 10/07/2024 06:37
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 10591
 Re: Passados recompostos
Olá Odair
Foi um prazer ler este poema, sentimental, lindo!
O amor tem destas coisas, traz muito de bom, mas também causa muita desilusão. Porém é sempre um tema que nos deixa a sonhar.

Bom dia para o Poeta
abraço