https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Minha vida em Flores

 
Tags:  amor    alegria    Paloma Stella  
 
Open in new window

Como se não apenas falar de flores,
Ainda contemplando todas as estrelas.
Seria tão simples sem todas essas dores,
Mas temos os tons em nossa aquarela.

Se não elas, o que seria os meus amores,
De tudo aquilo vivido e muito bem sentido.
Das descobertas envolvidas em rumores,
O calendário avesso de um amor bandido.

O colorido de todos os solenes jardins,
Perfume doce que nos encanta e inunda.
Respiramos fundo só em ver sem sentir,
Sentimos pela fragrância mais profunda.

As flores que me dão vida em cores,
Que exalam a emoção do meu viver.
Faço delas o colorido de todas as flores,
Para encantar todo o meu bem querer.
 
Autor
Paloma Stella
 
Texto
Data
Leituras
4967
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
10
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 13/06/2008 08:57  Atualizado: 13/06/2008 08:57
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: Minha vida em Flores
Querida Stella

Em primeiro lugar estou feliz
porque você trás um poema feliz
então significa que você está feliz
e com esta felicidade duplamente feliz

Belo poema

Um beijo no coração


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/06/2008 11:48  Atualizado: 13/06/2008 11:48
 Re: Minha vida em Flores
Paloma.

Voas por entre palavras como uma borboleta pelas flores: "estrelas,amores,colorido, jardins perfume, encanta. "As flores que me dão vida em cores" O texto está tão doce e belo, que divaguei pelas núvens.

Parabéns doce amiga.

Ulysses


Enviado por Tópico
jessé barbosa de oli
Publicado: 13/06/2008 16:07  Atualizado: 13/06/2008 16:07
Da casa!
Usuário desde: 03/12/2007
Localidade: SALVADOR, Bahia
Mensagens: 334
 Re: Minha vida em Flores
seu poema, para mim, é uma celebração
ao antológico lirismo
como ideal de vida.


Enviado por Tópico
AnaMariaOliveira
Publicado: 04/07/2008 09:43  Atualizado: 04/07/2008 09:43
Super Participativo
Usuário desde: 19/06/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 158
 Re: Minha vida em Flores
Não esperem a minha alma planar
Para me concederem flores
Arquitecto-as de todas as feições
De todas as cores
Também escrevi em tempos um poema sobre flores...

"Circundo os campos em busca de matizes
Feitas artes de pincel
Cheiro-as e perco-me em prados de verdes namoros
Colho os lírios, em doçura e imaculabilidade
Desfloro os malmequeres e margaridas em diversão de dubiedade,
Cingidos em inocência perfeita
Admiro papoilas que vergam susceptíveis ao vento
Mas numa força de fertilidade sem igual.
"...

Adorei o seu poema!

Abraço

Ana Maria

Enviado por Tópico
Ibernise
Publicado: 04/07/2008 09:59  Atualizado: 04/07/2008 09:59
Colaborador
Usuário desde: 04/10/2007
Localidade: Indiara(GO)
Mensagens: 1460
 Re: Minha vida em Flores
Querida Paloma Stella.

Belos versos cujas flores exibem as cores metafóricas e perfumes de amores.Na emoção de mais amar e mais viver. gostei muito e recomendo como favorito.

Beijos amiga.

Bom dia.

Bye
Ibernise

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/07/2008 11:15  Atualizado: 04/07/2008 11:15
 Re: Minha vida em Flores
Open in new window

ILUSTRE AMIGA E GRANDE POETISA PALOMA, A SUA VIDA E A NOSSA VIDA É FEITA DE MUITA POESIA RODEADA DE FLORES E COM UM COLORIDO PERFEITO PARA TODOS OS TONS, É BEM VERDADE QUE SEM DORES QUE SERIAM DE NOSSOS AMORES, MAS TAMBÉM É BEM VERDADE QUE O PERFUME DOCE NOS INUNDA E NOS ENCANTA.

É BEM TER A NOSSA QUEIDA AMIGA DE VOLTA E NOS PRESENTEAR COM ESTE BELO E SUBLIME POEMA CHEIO DE COR, DE AROMA E DE ALEGRIA.

UM BEIJO EM SEU TERNO CORAÇÃO

Open in new window

Enviado por Tópico
mariamateus
Publicado: 09/07/2009 18:52  Atualizado: 09/07/2009 18:52
Da casa!
Usuário desde: 16/04/2009
Localidade: Vila Nova de Gaia..Porto
Mensagens: 452
 Re: Minha vida em Flores
O colorido de todos os solenes jardins,
Perfume doce que nos encanta e inunda.
Respiramos fundo só em ver sem sentir,
Sentimos pela fragrância mais profunda.


Ploma,
É a minha primeira vez,a ler algo seu
dou-lhe os meus parabéns,pelo extraórdinario soneto.

Gostei imenso

Beijo de luz