https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

A CIDADE

 
Madrugadas
de ruídos
dos movimentos
mecânicos
da cidade
trazem
vidas
entre silêncios
escorrendo pelas ruas
da cidade
olhares discretos
cheiros
intensos
escondem segredos
de almas
perdidas
até ao cair da noite
com as luzes
da ribalta
entre momentos:
- quem fica
quem vai
quem está para vir…
A cidade não
morre
nem tão pouco
descansa
e
as almas?


Jorge Oliveira

VISITE E COMENTE O MEU BLOG

Mais poemas em:


http://afacedossentidos.blogspot.com/

Direitos Reservados
 
Autor
quidam
Autor
 
Texto
Data
Leituras
608
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 05/07/2008 23:58  Atualizado: 05/07/2008 23:58
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: A CIDADE p/ quidam
Querido poeta

A cidade realmente não dorme
e as almas se perdem em seus
labirintos tão escondidos dos
olhos vistos...Excelente reflexão

Beijinhos no coração


Enviado por Tópico
Fhatima
Publicado: 06/07/2008 03:17  Atualizado: 06/07/2008 03:17
Colaborador
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Joinville - SC
Mensagens: 3389
 Re: A CIDADE
Quidam!
Abordas com muita profundidade sobre as noites nas grandes cidades, belo pensar!
Abraços!
Fhatima


Enviado por Tópico
AdrianaCosta
Publicado: 06/07/2008 15:19  Atualizado: 06/07/2008 15:19
Participativo
Usuário desde: 06/07/2008
Localidade: Brasília
Mensagens: 21
 Re: A CIDADE
Belo poema, gostei das imagens criadas pelos versos. Parabéns!