https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Nascente

 
Tags:  poesia    poeta  
 
Há versos profundos
que brotam dos teus olhos
e te emanam da alma,
delicados, fortes,
amargos, sombrios…
A pena em tua mão não se aquieta
nem dorme.

Fico imóvel, estática,
com medo de respirar
e perturbar essa nascente
por onde respiras
e onde vives
Poeta!
 
Autor
Vera Sousa
 
Texto
Data
Leituras
985
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
10
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
jaber
Publicado: 03/11/2008 16:26  Atualizado: 03/11/2008 16:26
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 2802
 Re: Nascente
"tudo quanto penso
tudo quanto sou
é um deserto imenso
onde nem eu estou"

A maravilhosa inquietação da poesia, se de um lado deserto, do outro nascente, de de um lado meditação, do outro vida que brota...

Um Beijo Vera

Enviado por Tópico
Alberto da fonseca
Publicado: 03/11/2008 17:04  Atualizado: 03/11/2008 17:04
Colaborador
Usuário desde: 01/12/2007
Localidade: Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7113
 Re: Nascente
è assim o poeta, é asim a poesia, que nasce do nada e que reprenta muito
Parabéns Vera
Bjs poetisa

A. da fonseca

Enviado por Tópico
vandapaz
Publicado: 03/11/2008 18:19  Atualizado: 03/11/2008 19:20
Colaborador
Usuário desde: 22/11/2006
Localidade: Lisboa
Mensagens: 572
 Re: Nascente
A inquietante poesia

(vim aqui retirar o resto do comentário, os nossos poetas homens não gostaram , ficaram amuados comigo )

Beijo Poetisa!

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/11/2008 19:59  Atualizado: 03/11/2008 19:59
 Re: Nascente
O teu poema é belíssimo.
Divinamente, é como tu escreves.
Porque a tua sensibilidade, sendo enorme, te permite ver para além das simples palavras. Bjo

Lua-Mor

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/11/2008 20:33  Atualizado: 03/11/2008 20:33
 Re: Nascente
Lindo Vera, essas nascentes misteriosas que nascem do coração do poeta são mesmo fascinantes!! Adorei ler vc, bjos

Enviado por Tópico
Paulo Afonso Ramos
Publicado: 03/11/2008 20:50  Atualizado: 03/11/2008 20:50
Colaborador
Usuário desde: 14/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2094
 Re: Nascente
"Fico imóvel, estática,
com medo de respirar
e perturbar essa nascente
por onde respiras
e onde vives
Poeta!"

O quanto profundo é... o quanto!

sabes que escreves lindamente?

Beijo sem respirar

Enviado por Tópico
CarlosCarpinteiro
Publicado: 03/11/2008 21:23  Atualizado: 03/11/2008 21:23
Da casa!
Usuário desde: 22/02/2007
Localidade: Mondeville
Mensagens: 200
 Re: Nascente
e em nascentes se afogam letras
para que a sede da verdade
morra
evaporando-se
na mais simples e singela poesia
Adorei Vera
Bjs

Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 03/11/2008 23:04  Atualizado: 03/11/2008 23:04
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: Nascente
Muito próprio o tom do poema, Verinha.
O poeta precisa respirar e viver...
Está lindo, amiga, um beijo grande!

Amora

Enviado por Tópico
GlóriaSalles
Publicado: 04/11/2008 16:45  Atualizado: 04/11/2008 16:45
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2008
Localidade: Flórida Pta-SP
Mensagens: 2514
 Re: Nascente
É impossível não notar a forma poética maravilhosa desse poema.
Há poesias que nos transportam... o caso da sua.
O mais admirável é o modo com que pode adentrar na alma e expor aspectos do real amor,
de forma tão concisa.
Muito admirável.
Bjos Vera

Open in new window

Enviado por Tópico
juvepp
Publicado: 04/11/2008 16:55  Atualizado: 04/11/2008 16:55
Colaborador
Usuário desde: 13/04/2007
Localidade: Machico - Madeira
Mensagens: 547
 Re: Nascente
Olá Vera,
É uma boa definição de poesia.isto é, "versos profundos / que emanam da alma". "A pena" irrequieta, qual criança energética, hiperactiva e o "poeta" "imóvel" com receio de "perturbar" "A nascente" da poesia. Adorei.