https://www.poetris.com/
 
Acrósticos : 

Perdão amor

 
Tags:  amor    saudade    noite    olhar  
 
Mas o tempo que pra ti corre lento; pra mim,
voa. E voa numa velocidade que minhas velhas
asas não mais acompanham, mas não posso parar.
Tenho que tentar correr junto, pois a hora do
crepúsculo já se anuncia, e não demora a noite
me encobre com sua escuridão e não mais verei-te,
nem sentirei o teu pulsar. Detive-me ainda no
tempo, à tua espera, mas viestes tarde, tão tarde
que os meus olhos embaçados pela nevoa dos anos
já mal distinguem a cor dos teus olhos.
Até estendi-te os meus braços, mas vinhas a passos
lentos, brincando com as flores e as borboletas
que te sorriam pela estrada e nem reparastes que
os longos anos de espera, embranqueceram os meus
cabelos.
E num último apelo, ainda chamo-te, mas o tempo
gastou-me as cordas vocais e já mal me ouço a
própria voz a dizer-te dessa minha espera, desde
a primavera.
Perdão amor, mas tenho que seguir sem ti...
(Menina do Rio)


Menina do Rio

 
Autor
Menina do Rio
 
Texto
Data
Leituras
6395
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
TRIGO
Publicado: 04/03/2009 13:55  Atualizado: 04/03/2009 13:55
Colaborador
Usuário desde: 26/01/2009
Localidade: Cabeça-Boa - Torre de Moncorvo
Mensagens: 2309
 Re: Perdão amor
...
Menina do Rio

Havia uma ruga na sua seda. Ficou mais linda.
Mas ele, não reparou!

Li um poema apaixonante !

Beijinhos
Trigo