https://www.poetris.com/
 
Contos : 

 
Já passaram muitos anos.
Mudei muito. Quase pergunto se sou a mesma. Divertida, cheia de qualidades e birras. Aplicada em tudo o que fazia. Mas era apenas criança. Hoje o tempo passou mais depressa. De mim só ficou as fotos antigas com os avós. As gracinhas da primogénita. Mais nada. Todos os sonhos, perdi-os. Felizmente pesadelos nunca os tive. Excepto no dia da morte da minha avó. Soube que nunca mais teria ninguém. Claro que tenho a minha restante familia. Mas nunca mais foi o mesmo. Desde aí sempre fui muito mais só. Agora já não adianta pensar nisso.
Resta-me a certeza de ser apenas só.

 
Autor
mjoao
Autor
 
Texto
Data
Leituras
513
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
HELDER-DUARTE
Publicado: 30/06/2007 22:39  Atualizado: 30/06/2007 22:39
Super Participativo
Usuário desde: 24/11/2006
Localidade: Albufeira
Mensagens: 147
 Re: só
OLÁ,



QUNDO ESTIVERMOS SÓS. TEMOS AINDA CONOSCO A SOLIDÃO E DEUS...



HELDER