https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

O MEU PRIMEIRO FILHO

 
Tags:  aniversário    brincadeira    PRIMEIRO POEMA  
 

57 anos! Quem diria? Pai pela primeira vez aos 57 anos!
Mas tudo na vida tem uma primeira vez.
Eu, para vos dizer francamente, nunca pensei ser pai, mas aconteceu.

O meu filho foi concebido à beira de um lago enquanto dava banho à minhoca, o ia concebendo.
E meneando ao mesmo tempo a cana com prazer, ia fabricando o meu filho.

Ele nasceu. Para vos dizer com franqueza, ri quando o vi acabar de nascer.
Tinha um ar de nada, tinha mesmo um ar idiota, mas era meu filho, era o meu primeiro filho,
mesmo tendo eu já 57 anos, não tinha experiência nessas andanças, mas como foi o primeiro, ficou gravado no meu coração, mesmo tendo um ar idiota e ainda hoje o amo, assim como todos os que nasceram mais tarde

O meu sogro contava em permanência uma historia de dois irmãos que ele tinha conhecido ainda jovem. Ela, chamava-se Lucette e ele Copiá e ele repetia esta história dos dois irmãos vezes sem conta e vai daí, escrevi uma brincadeira.
Este nome agradou-me e decidi de dar o mesmo nome a meu filho, Copiá!

Uma semana depois do nascimento, festejou-se o aniversário da minha sogra. Toda a família estava reunida e aproveitando essa oportunidade, apresentei o meu filho a toda a família.
Todos riram! Mesmo o meu sogro, que estando a saborear o bom vinho de Borgonha, tanto riu, que se levantou e tudo o que ele saboreava partiu pelos esgotos.
O meu primeiro filho, tinha mesmo um ar idiota!

Esta semana ele completou os seus 20 anos, eu já estou com 77 e aproveito esta data para vos apresentar o meu primeiro filho, o meu Copiá.


Aqui vai a minha primeira obra prima.
Para quem não conhece a história, nada diz , mas quem convivia no dia a dia com o meu sogro, teve a sua piada.
Está escrito em francês,
desculpem, mas não sendo nada como poema, é simplesmente para assinalar o aniversário do meu primeiro “poema”o meu primeiro bébé.

J’ai connu Lucette
Il y a quelques années de la
Elle était belle et coquette
Était la sœur a Copia.

Copia était un ami,
Un ami pur et fidèle
On l’appelait aussi,
Copia, le Biel.

Si rien je ne peux endurer.
Si rien ne vas pas,
Si tout me fait chier,
C’est de la faute à Copia.


Que obra prima !!!!!!!!

Obrigado pela vossa compreensão

A. da fonseca















SOU COMO SOU E NÃO COMO OS OUTROS QUEIRAM QUE EU SEJA

Sociedade Portuguesa de Autores a Lisboa
AUTOR Nº 16430
http://sacavempoesia.blogspot.com em português
http://monplaisiramoi.eklablog.com. contos para as crianças de 3 à 103 ans
http://a...

 
Autor
Alberto da fonseca
 
Texto
Data
Leituras
10870
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
22
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 15/04/2009 19:10  Atualizado: 15/04/2009 19:10
Colaborador
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 2747
 Re: O MEU PRIMEIRO FILHO p/ Alberto da fonseca
Quand parle ta coeur tout, dans le monde, ces rien. Merci mon ami.

Abraço


Enviado por Tópico
miriade
Publicado: 15/04/2009 19:48  Atualizado: 15/04/2009 19:48
Colaborador
Usuário desde: 28/01/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2171
 Re: O MEU PRIMEIRO FILHO
Uma majestosa declaração de amor ao Copiá!
Desejo ao bem aventurado filhão, tenha a sorte da bela sensibilidade e inspiração do seu criador.Bjs Lu


Enviado por Tópico
luisalpsimoes
Publicado: 15/04/2009 20:12  Atualizado: 15/04/2009 20:12
Colaborador
Usuário desde: 02/03/2009
Localidade: Ansião
Mensagens: 591
 Re: O MEU PRIMEIRO FILHO
António,

Um filho tão amado, mesmo só tendo 20 anos, veio a lume, para conhecermos melhor essa paixão.
Parabéns.

Beijinhos




Enviado por Tópico
Maria Verde
Publicado: 15/04/2009 20:17  Atualizado: 15/04/2009 20:17
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2008
Localidade: SP
Mensagens: 3544
 Re: O MEU PRIMEIRO FILHO
rs... e eu aqui pensando
mas que coisa chamar o filho de idiota!
muito bom! então! parabéns!!!
abraço!
Marria verde


Enviado por Tópico
Tânia Mara Camargo
Publicado: 15/04/2009 20:20  Atualizado: 15/04/2009 20:20
Colaborador
Usuário desde: 11/09/2007
Localidade:
Mensagens: 4263
 Re: O MEU PRIMEIRO FILHO
Quase me pega! Cheguei a imaginá-lo
sendo pai, mas depois vi que o chamou de idiota,
pensei este Alberto!
Lindo poema e que continuem a fluir mais e mais.
Beijos!


Enviado por Tópico
Antónia Ruivo
Publicado: 15/04/2009 21:17  Atualizado: 15/04/2009 21:17
Colaborador
Usuário desde: 08/12/2008
Localidade: Vila Viçosa
Mensagens: 3906
 Re: O MEU PRIMEIRO FILHO
Ainda bem que ouve este primeiro filho, o bichinho pegou e nós é que ficamos a lucrar com a sua poesia, beijinhos


Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 15/04/2009 22:29  Atualizado: 15/04/2009 22:29
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: O MEU PRIMEIRO FILHO
Uma obra prima mesmo e eu adorei conhecer esse bebé, agora com 20 anos
Que bom que te tenhas lembrado de ser pai, meu querido Poeta

Mil beijinhos grandes


Enviado por Tópico
Aki
Publicado: 17/04/2009 13:16  Atualizado: 17/04/2009 13:16
Super Participativo
Usuário desde: 14/03/2009
Localidade: Chiba, JAPAN
Mensagens: 142
 Re: O MEU PRIMEIRO FILHO
Desde que Alberto se tornou um pai literario, todos os seus dias são cheio de sonhos e alegrias, não é ?
Abraço para o pai amoroso!
Aki




Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 18/04/2009 14:50  Atualizado: 18/04/2009 14:50
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8225
 Re: O MEU PRIMEIRO FILHO
Faça favor de nos mostrar mais poemas em francês, que este gostei. Beijo