https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Tercer Libro de Las Odas

 
Tercer Libro de Las Odas


Dai a mim os verdes labirintos,
as esbeltas vertentes dos Andes,
e sob as parreiras,
amada,
tua cintura de guitarra!

dai-me as ondas
que sacodem
o corpo cristalino de minha pátria,
deixai-me ao Este ver como se eleva
a majestade do mundo
num colar altivo de vulcões
e a meus pés só o selo da espuma,
neve do mar, eterna prataria!

Amor dos meus amores,
terra pura, quando volte
irei correndo à tua proa
de embarcação terrestre,
e assim navegaremos
confundidos
até que tu me cubras
e eu possa contigo, eternamente,
ser vinho que regressa em cada outono,
pedra de tuas alturas,
onda de teu marinho movimento!


Pablo Neruda
( 12/07/1904 — 23/09/1973)
Autores Clássicos no Luso-Poemas

 
Autor
Pablo Neruda
 
Texto
Data
Leituras
712
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
jandeilson
Publicado: 22/04/2009 14:57  Atualizado: 22/04/2009 14:57
Participativo
Usuário desde: 21/04/2009
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 11
 Re: Tercer Libro de Las Odas
Quase passa despercebdio tão belo poetar.

Quero aqui registrar a minha passagem, e não apenas isso, como bem o meu encantamento.

Parabéns.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 22/04/2009 15:46  Atualizado: 22/04/2009 15:46
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Tercer Libro de Las Odas
Pablo,
ler-te em off,
reler-te uma vez mais, depois de ter lido a peçonha sarnenta de um extraterrestre é ficar com a alma mais aliviada!
Lindo!