https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Motivo

 

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.

Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.

Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
- não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.

Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
- mais nada.


Cecília Benevides de Carvalho Meireles
( 07/11/1901 — 09/11/1964)
Autores Clássicos no Luso-Poemas

 
Autor
Cecília Meireles
 
Texto
Data
Leituras
1072
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Fhatima
Publicado: 27/05/2009 01:13  Atualizado: 27/05/2009 01:13
Colaborador
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Joinville - SC
Mensagens: 3411
 Re: Motivo
Olá Cecíia,

Poema que tratas da tempo etéreo, que corre em nosss vidas. Muito bela sua escrita.
Parabéns.

Beijinhos

Fhatima

Enviado por Tópico
(re)velata
Publicado: 27/05/2009 11:24  Atualizado: 27/05/2009 11:24
Colaborador
Usuário desde: 22/02/2009
Localidade: Lagos
Mensagens: 2181
 Re: Motivo
Muito bem conseguido esse retrato do poeta.

Gosto da sua escrita.

Parabéns!

Enviado por Tópico
AntóniodosSantos
Publicado: 12/06/2009 21:44  Atualizado: 12/06/2009 21:44
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1005
 Re: Motivo
E um belo canto num belo poema...

A.S.