https://www.poetris.com/
Júlio Saraiva : O Ato sem o Fato
em 06/08/2014 20:59:14 (1780 leituras)
Júlio Saraiva

não tenho tempo
nem meias medidas
assim - só - contemplo
minhas mortes
e mil e tantas vidas

tenho soluços
sou rasteiro - homem do povo
e filho da puta
sou um estorvo

mas amo-te tanto cristiane
que o resto enfim e em mim
que se foda e dane

__________

júlio



Fonte: http://www.luso-poemas.net/modules/ne ... ryid=203724#ixzz39dyihiOO


Imprimir este poema Enviar este poema a um amigo Salvar este poema como PDF
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
HelenDeRose
Publicado: 06/08/2014 21:00  Atualizado: 06/08/2014 21:00
Usuário desde: 06/08/2009
Localidade: Sorocaba - SP - Brasil
Mensagens: 2092
 Re: O Ato sem o Fato
Parabéns Júlio, onde estiver seu coração...saudades...

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/10/2014 12:25  Atualizado: 12/10/2014 12:25
 Re: O Ato sem o Fato
fz todo o sentido morrer mil vezes em mil vidas.

Enviado por Tópico
s.i.s
Publicado: 09/12/2015 14:50  Atualizado: 09/12/2015 14:51
Muito Participativo
Usuário desde: 01/12/2015
Localidade: São Paulo
Mensagens: 85
 Re: O Ato sem o Fato
O "que se foda" expressa perfeitamente bem o que não tem explicação,como amar por exemplo.

Links patrocinados

Visite também...