http://luademarfim.pt/
 
Prosas Poéticas : 

In Extremis

 
Há inquietantes cheiros no ar, fragrâncias intensas que nem a chuva consegue levar.
Cristalizações de plasma vivaz. Que cheiro adocicado, cadaverina negra flor de lírio.

O perfume desenha a leveza do desespero, que tem o brilho,a dor, o desejo.
Dou comigo às voltas na cama. Caio no mais profundo de mim.

Hoje é dia de exorcismo.
Confesso: “ Tenho uma amante”

Tento resistir, mas não consigo, não adianta, não quero.
Só de olhar para Ela, a sentir, uma dor trespassa alma.
É linda, poderosa, deixa-me completamente indefesa.
Seu encantamento é tão grande que me apetece ser possuída, ali mesmo, a todos os instantes.
Sentir seu frio, sua pele alba, sua língua vagarosa.
Quero-a, Quero-a.

Hoje percebi, que não consigo mais esconder este meu adultério moral,
Podes julgar-me. Estou aqui.

Entendo a natureza humana como incompleta, um puzzle no qual por cada peça colocada, revela duas em falta e quanto mais amo, mais preciso amar, ser amada, tu não?
Ela ama-me. Com toda a força que não tenho, como nunca ninguém me amou.
Está comigo desde o meu primeiro momento de existência mortal, nunca me abandonou.
Conheces alguém que esteja sempre presente onde estiveres? Eu não, mas ela está.
Quero-a só para mim. tenho ciúmes. Sei que ela é me infiel, a todos seduz, a todos quer e, no final ninguém a consegue negar.
Seu nome?
Queres saber o seu nome?
Morte, conhece-la?.


" An ye harm none, do what ye will "

 
Autor
HorrorisCausa
 
Texto
Data
Leituras
571
Favoritos
6
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
76 pontos
28
0
6
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 30/10/2009 13:31  Atualizado: 30/10/2009 13:31
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade: Cacém
Mensagens: 587
 Re: In Extremis
daqui ninguém sai vivo...
compreendo o ciúme, já que essa vai para a cama com todos os que respiram.

ainda bem...

Beijo extremo.


Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 30/10/2009 13:34  Atualizado: 30/10/2009 13:34
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga - Vila Verde
Mensagens: 7859
 Re: In Extremis
Hoje a morte ronda e lambe-nos os pés. Teu texto é fantástico. Beijo


Enviado por Tópico
AnaMartins
Publicado: 30/10/2009 13:37  Atualizado: 30/10/2009 13:37
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 2221
 Re: In Extremis
Ironicamente, eu por oposição tenho ciúmes é do Céu. A morte ronda e um dia chega.

Um Beijo


Enviado por Tópico
Moura365
Publicado: 30/10/2009 14:03  Atualizado: 30/10/2009 14:03
Colaborador
Usuário desde: 23/10/2009
Localidade: Rio tinto-Porto
Mensagens: 2284
 Re: In Extremis
Uma prosa extraordinária. Onde descreves a morte de uma poeticamente notável.

Não há volta a dar de facto. Temo-la sempre todos os dias ao nosso lado.

Beijinhos

Gil


Enviado por Tópico
ÔNIX
Publicado: 30/10/2009 14:05  Atualizado: 30/10/2009 14:08
Colaborador
Usuário desde: 08/09/2009
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2604
 Re: In Extremis
Forte o teu poema, tal como tema que aborda
Há um nome que se sobrepõe à morte e esse está mesmo no acto de respirar, mesmo que seja às portas da morte


Beijos


Matilde D'Ônix


Enviado por Tópico
Moreno
Publicado: 30/10/2009 15:27  Atualizado: 30/10/2009 15:27
Colaborador
Usuário desde: 09/01/2009
Localidade:
Mensagens: 3486
 Re: In Extremis
In Extremis mesmo!

Tão mordaz quão fascinante! Despes as palavras num puzzles poderoso!

Assombroso!

beijo


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 30/10/2009 16:13  Atualizado: 30/10/2009 16:13
Colaborador
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: In Extremis
Céus... miúda!
Céus!
E que amante essa que nos prega tantos sustos e... por paradoxo, nos é fiel até ao fim, em que nos atraiçoa!
Bravo!
Beijo
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
Tália
Publicado: 30/10/2009 16:40  Atualizado: 30/10/2009 16:40
Colaborador
Usuário desde: 18/09/2006
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2503
 Re: In Extremis
Soberbo

beijo


Enviado por Tópico
arfemo
Publicado: 30/10/2009 20:16  Atualizado: 30/10/2009 20:16
Colaborador
Usuário desde: 19/04/2009
Localidade:
Mensagens: 4812
 Re: In Extremis
...como uma serpente o texto rodeia-nos, cerca-nos, silenciosamente...como a morte, com quem os gregos dialogavam tão serenamente e a nós nos surpreende, incautos...belo texto

bj
arfemo


Enviado por Tópico
Nitoviana
Publicado: 31/10/2009 12:27  Atualizado: 31/10/2009 12:40
Colaborador
Usuário desde: 10/04/2009
Localidade:
Mensagens: 648
 Re: In Extremis
Sorte ela não ser minha amante, ser só minha conhecida e das arredias, espero quando a encontrar e nos braços dela me achar ter um orgasmo redentor!
Um beijo M joão


Enviado por Tópico
fogomaduro
Publicado: 31/10/2009 17:21  Atualizado: 31/10/2009 17:21
Colaborador
Usuário desde: 06/08/2008
Localidade:
Mensagens: 1478
 Re: In Extremis
se conheço, essa omnívora(e não é que ela vai com todos e com todas?); já a vi com os meus olhos, mas desviou-se - mas outros, muitos outros adormeceram nos seus braços.

DM


Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 02/11/2009 09:59  Atualizado: 02/11/2009 09:59
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3251
 Re: In Extremis
olá HC

ela que venha sem pressa porque ainda tenho que me vestir a rigor antes de arrefecer.

beijo
MG


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/11/2009 12:45  Atualizado: 02/11/2009 12:45
 Re: In Extremis
dificilmente alguem poderia imaginar um texto assim. somente alguem que domina a palavra escrita e tem uma imaginação fértil. Alguem que é mais que alguem algum dia possa ser. Magistralmente bem escrito.


Abraço



Posts relacionados, Plugin for WordPress, Blogger...