Poemas, frases e mensagens de Mariaa

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de Mariaa

HuNtR, mArIa CoToViA(qUe OuSaDiA!)

 
"- Oh, está escuro como bréu
e a Senhora da noite,
que nuvem a escondeu
mais ao seu luar mavioso?

- Ah sonho intranquilo
nestas águas agitadas,
sonho que me gelas
e meu barco sem velas..."

Ei, quem está reclamando?
Pois esta cotovia acordou
e vai pra junto da alma boa
que na noite anda à toa.

Aqui estou amiga estendendo
a minha mão bem firme
e no céu estou acendendo
uma esrela que se afirme!

"Ah, amei de montão tua vinda
com tanto amor e carinho
e a alegria já não finda
e sigo animada no caminho.

E tantos outros animemos
e ajudemos a chegar ao destino,
e por vencidos nunca nos demos
e no ermitério repique o sino!"

Não podia estar mais de acordo
e se bem eu me recordo
ser luz que nas trevas ilumina,
é ter na alma paz cristalina!

Vamos lá todos dar as mãos
e viver em paz naturalmente,
sim, sejamos todos irmãos
e o mal acabe de repente!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DAS AMIGAS AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa e HuNtR «*+*» «*+*»
 
HuNtR, mArIa CoToViA(qUe OuSaDiA!)

CoM cArInHo!

 
Já viveu tanto esta Senhora,
mas nunca cruza os braços
e por isso vou sem demora
dar-lhe ternos e mil abraços...

Aqui vai desfiando o rol
de tudo que lhe vai no peito.
E á noite cante o rouxinol,
de dia a cotovia, perfeito!

Aprecio seus comentários,
adoro com ela interagir
e o sonho em belos cenários
sempre sempre a emergir!

Que os anjos a velem vó Lena
e por aqui bem nos encante
numa hora muito amena
e o seu saber edificante!

Senhora e grande poetisa
receba este versejar feito
com o que me susurra a musa
divina na beira do leito!

Muita saúde e muita paz
e muitas felicidades, sim.
e sua alma sempre audaz
e livre num profuso jardim!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa«*+*» «*+*»
 
CoM cArInHo!

PoEmA dE cAbElO cOmPrIdO!

 
Um poema doce
tem mel dos
lábios
sábios,
tem ternuras
e meiguices
a saltar dos
olhos
risonhos,
tem paz
e serenidade
a gotejar na
alma
calma...

Um poema feliz
tem versos
livres
leves,
tem sonhos
no ar
a bailar,
tem utopias
e cantorias
de cotovias
tem corações
com emoções
à flor
do amor,
tem flores
e odores
e quimeras
de primaveras...

Um poema louco
tem de tudo
um pouco
e asas
de condor
no azul
redentor
e gritos
de prazer
no orgasmo
poético
que vai
de um riacho
até uma torrente
que desce
em cascata
e a fome
e a sede
nos mata...

O poema tem cor
e alegria
e fogo
e ferro
e almas fundidas
num mundo
sem fim,
almas aguerridas
e o prego
a fundo
em horas
vertiginosas
ou passeio
domingueiro
e uma música
muito suave
mas que bem nos sabe
assim ao assado
andar num sonho
tantas vezes
sonhado
ou nunca sonhado
e o poema
encontrado
no meio do nada
com a cara lavada
e nossa alma saciada.

E bons poemas
dêem à costa
e a gente deles gosta
e os leva consigo
e ao poeta, amigo!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa«*+*» «*+*»
 
PoEmA dE cAbElO cOmPrIdO!

Sa-FaDa!

 
Ontem fui bem atrevida,
dei asas a meus dedos
e andei na cama perdida
e desbrabei segredos
e escalei montes
e lá dos picos vi
arderem horizontes
e ao vôo sobrevivi
e fui aterrar nua floresta
onde desbravei
terreno e fiz a festa
e o gozo saboreei
e fiz brotar
da fonte viva
o precioso nectar
e andei à deriva
e para quem não gosta
digo que de costa a costa
fui feliz mesmo a valer
quando nada pude fazer
e tudo se libertou
e o orgasmo ecoou
e a alma levitou
e, sim, estou em força,
e a porca o rabo torça!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa«*+*»
 
Sa-FaDa!

O aMoR (Mariaa e Felisbela)...

 
Quero subir ao alto da fraga
e ver este mundo assombroso
e pedir à natureza que traga
às almas o amor maravilhoso...

E esse amor tão maravilhoso
pode-nos ser servido por ti,
encantador e muito vertiginoso
como um poema que já li...

O amor que vai saciar corações
e amaciar as doridas almas,
o amor de doces e suaves ilusões
quando voamos em horas calmas...

Ah, como é belo esse amor
que é ofertado por um Deus,
despojado de qualquer dor
adoça até corações ateus!

Que o amor vá de mão em mão
sem olhar à raça nem à cor,
o amor que ponha em comunhão
as gentes com o céu redentor!

«*+*»Maria Felisbela«*+*»
 
O aMoR (Mariaa e Felisbela)...

PaRaBeNs AmIgOs!

 
Ah, vou já para a cama
que a tosse é insistente,
mas esta que a todos ama
vos dá o amor de presente!

Vós todos que fazeis anos,
festejai que a vida é bela,
E muitos mais anos e sonhos
numa colorida aguarela!

OBRIGADA PELA PREOCUPAÇÃO
ANJOS BONS DESTE ESPAÇO.
PARA TODOS MEU CORAÇÃO
E DE PAZ COLORIDO LAÇO!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa«*+*» «*+*»
 
PaRaBeNs AmIgOs!

NãO sEi NaDaR!

 
Peixes é o meu signo
e eu nem sequer sei nadar,
mas neste sonho benigno
não me farto de surfar
e galgo a crista da onda
e debaixo dela me escondo,
mas nunca a alma se esconda
e a poesia venha com estrondo
ou de mansinho dê à praia
e a paz nunca se retraia
e tudo mais numa liberdade
que traga apensa a felicidade!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa«*+*» «*+*»
 
NãO sEi NaDaR!

BRiNdE à SaÚdE!

 
Elevador
eleva a dor
minha e de outros
e trás-nos a cor
do amor balsamo redentor
ao desceres à alma
na mais pura calma.

Que a saúde impere
e o corpo se regenere
e a mente sempre sã
poete num louco afã
entre o odor da hortelã
agora e amanhã e amanhã...

Noite feliz e um xi-coração
da amiga ao inteiro dispor
e que quer ver do pé pra mão
as energias a todo o vapor!

MaRiA cOtOvIa«*+*» «*+*»
 
 BRiNdE à SaÚdE!

A mOiRa EnCaNtAdA!

 
Era manhã de S. João e eu andava no campo a colher erva cidreira, ainda antes do nascer do sol. Ao passar junto de uma fraga muito alta ouvi uma voz muito doce a dizer «bom-dia». Olhei para a fraga e vi lá no cimo uma jovem com uma túnica branca e os cabelos louros pelo meio das costas. O sol começava a despontar e aos seus raios aquele cabelo era ouro. Eu fiquei presa e encantada naquela criatura e quis logo subir a fraga, mas ela disse «sou uma moira encantada, e amanhã por esta hora volto a estar aqui na pele de uma cobra. Então podes subir ao cimo da fraga e se não tiveres mado serei toda tua» E de repente aquela visão desapareceu da fraga e olhando em toda a volta não vi nada até que uma cobra passou ali ao lado e eu quase desmaiei de susto. Deixei de apanhar mais erva cidreira e regressei a casa. Não contei nada a ninguém, pois em pleno século XXI quam é que ainda acredita nessas lendas ancestrais?

Mas claro que passei o tempo todo a pensar naquilo e sempre a negar com a cabeça, que devia ter sido por ainda estar sem ter ingerido nada e estava muito fraca. Deitei-me e não conseguia dormir a pensar naquela cena. Larguei a cama ainda com a lua e as estrelas a brilharem na abóbada celeste e dirigi-me para o mesmo local. Quando lá cheguei senti um arrepio percorrer-me por inteiro e ao nascer do sol vejo a cabeça de uma cobra no cimo da fraga. «Vem, não tenhas medo» a voz doce deixou-me perdida e então dei por mim a escalar a fraga que ainda era bem alta. Quando estava quase a chegar ia caíndo de costas com a visão da cobra. meu corpo começou a tremer todo. «Se caíres, podes morrer... Se vieres e me deixares enroscar em ti, transformo-me na linda mulher que viste ontem...» Eu que tenho um horror às cobras subí até ao patamar da fraga de onde se via uma beleza que esmagava. Fechei os olhos e deixei a cobra se enroscar em mim!

«*+*» «*+*»
 
A mOiRa EnCaNtAdA!

3 51MpL45 qUaDrAs.

 
Vou vontigo para a praia
e a brisa levanta te a saia
e a sereia canta e enreda
na sua rede de pura seda.

Então rio, rio sem parar
e vou parar ao teu mar
e liberto-me na tua foz
e o grito solta-se na voz.

E tu gozas comigo a valer
na tarde de sol a arder
e a vida não esmorece
e a felicidade acontece

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR
MaRiA cOtOvIa«*+*» «*+*»
 
3 51MpL45 qUaDrAs.

BaRcOs De PaPeL...

 
Fiz três barcos de papel
e ei-los lá que giros estão,
mas agora diz-me alma fiel
se os lanço ao mar ou não?

Hummmm pois faço o que dizes
e no mar os barcos sem medo
de gigante onda ou rochedo
e aportam no destino felizes.


E eis-me numa ilha tão bela
que pra sempe apetece ficar nela
e lá namorar a desnuda poesia
envolta numa suave maresia!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa«*+*» «*+*»
 
BaRcOs De PaPeL...

Um PoEmA é Um PoEmA!

 
Quando a chuva bate na janela
trás uma nostalgia com ela
e nós encostamos o rosto
e viajamos ao nosso gosto...

De olhos fechados vogamos
na pura ilusão sem fim
até que aterramos e nos quedamos
num misterioso jardim...

E no jardim cirandam borboletas
entre as musas que bem inspiram
estes primorosos poetas
de poemas onde almas suspiram...

E então por lá permaneçamos
nesses reinos de paz e magia
onde mantas de amor teçamos
e cá fora a chuva e a nostalgia!

UMA BELA NOITE
SE AFOITE
PARA MIM
E TODOS ENFIM!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa«*+*» «*+*»
 
Um PoEmA é Um PoEmA!

AmIgA vAnIa!

 
V ALENTE
A MÁVEL
N ENÚFAR
I RREVERENTE
A MIGA

Para ti amiga vânia dedico
agora o meu melhor verso
e nele um belo caminho indico
e que vai daqui ao universo...

E te dou a paz no reverso
deste meu sonho tão pacífico
e o teu puro olhar disperso
com um sorriso o unifico...

Sou uma simples criatura,
mas todas as cores te oferto
para pintares com ternura
o mundo de tristeza liberto...

E nos dês o teu mar aberto
e o teu céu azul de loucura
e tudo tão longe e tão perto
no nu abraço que aqui perdura!

BEIJOS E ABRAÇOS SIDERAIS E MUITA AMIZADE E CARINHO DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
Maria«*+*» «*+*»
 
AmIgA vAnIa!

PaRaBeNs AmIgOs!

 
Assim de improviso
discurso nesta festa
onde tanta gente feliz
se espraia em mais um ano
e espera que muitos
mais venham e com tudo
a que todos têm direito
e com o amor do meu peito
faço um discurso bonito
e felicito a todos
e mando beijos de paz
e a alegria sem rival,
e em harmonia com o cosmos
todos os pulsantes corações
de todas as felizes almas
a quem o mundo bate palmas!

TCHIM-TCHIM E MUITA SAÚDE
AMIGOS TODOS DE PARABENS!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa «*+*»
 
PaRaBeNs AmIgOs!

SEJAMOS FELIZES!

 
Temos horas marcadas
pra tudo e mais alguma coisa
e a seguir hora de ir prá cama
e dormir e de manhã novamente
hora marcada para levantar
e sair de casa para ir trabalhar
e fazer tudo com responsabilidade
e também com alguma habilidade
e assim com horas marcadas
para tudo vivemos a nossa vida
tão fugaz e previsivel.

por isso está na hora
de atirar fora os relógios
todos que houver no mundo
e ir atrás do que nos namora
e nos darmos merecidos elogios
e a paz vir a nós num segundo
e a alegria e a felicidade
também virão por arresto
e o ramo de flores no cesto.

Que o nosso relógio seja o sol
e por ele nos deixemos guiar
e o som de um belo rock-en-rool
nos faça dançar e animar
e a vida entre pela janela
da alma pura e muito singela!

Noite feliz para todos
e sonhos com lindos enredos!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa«*+*» «*+*»
 
SEJAMOS FELIZES!

UaU!

 
Estou agora a posar nua
pra tu me pintares amor.
E logo, logo serei tua
e bem rubra a minha cor...

Ah, como tu me descreves
com umas curvas de morrer
e a mostrar tudo te atreves
e salto para ti a correr...

Já estamos agora no «logo»
e o quadro depois o acabas.
acende inda mais este fogo
e ardamos nas vivas chamas...

Nem se feche o reposteiro
e todos os voyeres sorriam
ao verem um belo traseiro
e duas gatas que muito miam!

«*+*» «*+*»
 
UaU!

Da InCoMeNsUrAbIlIdAdE...

 
Da incomensurabilidade dos sonhos
e de neles tropeçar-mos e caírmos
e depois ao acordarmos descobrírmos
o nosso eu verdadeiro estampado
no reflexo das águas cristalinas
e ficar nosso coração desassossegado
e o ar revolto e frio nas narinas...

Mas depois do susto a compostura
e corremos felizes no sonho sem fim
e loucos gritamos toda a ternura
que se abre qual flor do jardim
e fechamos os olhos e outro sonho vem
na tarde amena apanhando sol
e a alegria é nossa e de todos também,
a alegria ao som dum belo rock en rool!

E abraços siderais
da amiga ao inteiro dispor,
MaRiA cOToViA«*+*» «*+*»
 
Da InCoMeNsUrAbIlIdAdE...

AmO-tE!

 
Amo-te até aos confins
de triliões de estrelas
que iluminam o universo...

Amo-te até aos limites
do puro coração a palpitar
que explode de paixão a cada batida...

Amo-te como um rio ama
descer veloz encostas agrestes
e depois se espraiar na foz sem fim...

Amo-te e quero renovar-te
a cada instante e momento
e seguir cada dia livre como o vento...

Amo-te na Primavera em flor
e quero-te pintar de viva cor
e a paz a bailar em meu redor...

Amo-te vida que saltitas em mim
como cada letra que aqui saltita,
amo-te numa alegria sem fim,
amo-te no sonho de lonjura infinita...

amo-te vida, vida
que quero aguerrida
e no amor a guarida!

E todos amem a vida,
vida plena e conseguida!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
MaRiA cOtOvIa«*+*» «*+*»
 
AmO-tE!

UfA, qUe CaLoR!

 
O tempo anda louco varrido
e no Outono o Verão tórrido!
Pois no Inverno fará sentido
também o calor ser atrevido?

Muito calor hája todo o ano,
seja qual a estação que for.
Haja sempre o calor humano
que aconchegue e dê o amor!

«*+*» «*+*»
 
UfA, qUe CaLoR!

FeLiZ e BeLa!...

 
Estou agora a ver a menina
feliz e bela sentada numa
fraga no alto da colina
avistando só densa bruma...

Mas com todo o seu querer
essa bruma se dissipa e logo
ela vê a seu lado aparecer
o amor num vivíssimo fogo...

E ela lhe dá a mão aturdida
e sem mesmo querer acreditar,
mas ao seu beijo fica rendida
e na felicidade fica a levitar...

Ela é tão bela e tão pura, sim,
que merece um amor verdadeiro
e depois bailar com ele no jardim
e ser realizada o tempo inteiro!

Aqui estou a torcer boa amiga
para que tudo que desejas o tenhas
e o amor sempre te persiga
e com ele subas altas montanhas

(e sintas alegrias tamanhas!)

Já que tu gostas de miminhos
aqui estou com a minha amizade
e muito ânimo para os caminhos
e em troca só quero fraternidade!

E ABRAÇOS SIDERAIS
DA AMIGA AO INTEIRO DISPOR,
Maria Cotovia«*+*» «*+*»
 
FeLiZ e BeLa!...