https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

cansaço

 
embalo-me ao vento
na ausência da mão.

canso o peito
e sacudo a dor
ainda mais um pouco,
na esperança que durma.

procuro a melodia
dos pequenos gestos sentidos,

e enrolo-me em torno da paz,
no cansaço da vida.

no dia seguinte
haverão mais de mil máscaras desvendadas
por trás dos olhares,
das palavras e dos actos

e tudo isso me cansa.


cruz mendes

 
Autor
Alexis
Autor
 
Texto
Data
Leituras
519
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 16/11/2009 15:11  Atualizado: 16/11/2009 15:11
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: cansaço
Alexis,
por tudo quanto há de mais sagrado
eu não saberia dizer com tanta beleza
tudo isto... que sinto também,
e mais do que nunca, agora!
Abraço
Vóny Ferreira