https://www.poetris.com/
 
Textos : 

Os Poetas Do Luso Na Festa De Halloween

 
Tags:  amor    paixão    saudade    amizade    fantasia    poetas    fantasias    halloween  
 

A noite de Lua Cheia prometia calafrios de medo, quando cheguei ao castelo mal assombrado do TrabisDeMentia, fantasiado de Conde Drácula, com gel no cabelo, e os caninos pra fora, terno preto e uma capa preta de fundo vermelho, com os olhos arregalados (ele tirou o óculos e colocou lente...rs), recepcionando todos os poetas do Luso-Poemas para sua festa de Halloween.....hohohoho!

Mil Demônios! Os poetas do Luso estavam irreconhecíveis com suas fantasias de terror!! O pessoal da administração, Valdevinoxis, Godi, Vera Silva, Paulo Afonso Ramos, Pedra Filosofal chegaram num bloco (tipo de carnaval) fantasiados de preto com a máscara do Pânico na cara e o pedido de demissão na mão, deixando o Conde Drácula Trabis querendo sugar o pescoço de todo mundo na festa!!! Que horror!!

Depois chegou a madrinha da festa, a Luso do mês, a poeta Ibernise fantasiada de Abóbora do Halloween, num vestido laranja luminescente, que se destacava mais que todos, com seu brilho e sorriso, como quem diz: - Cheguei!!!

A música ao fundo era de terror, saída de um imenso orgão de três tubos, dedilhado por José-Ruda fantasiado de Dom Casmurro. Conforme eu ia entrando na sala, cheia de teias de aranhas e morcegos voando, reconhecia mais amigos do Luso. O José Silveira estava de chapéu preto, tipo o “Homem da Capa Preta”, declamando seus poemas em cima de um palco para várias poetisas fantasiadas de bruxas, entre elas a Betha, a Vóny, a Karla Bardanza, a Nanda, a Fatinha Mussato, a LuisaMargarida, a Roque Silveira e a ConceiçãoB, que levantavam sua vassoura em sinal de alegria!!! A Marlise, vestida de Anja de asas negras e vestido vermelho, jogava água benta em volta do palco.

Do outro lado da sala estava o poeta sedutor Alberto da Fonseca, fantasiado de Homem Morcego, com sua língua pra fora, querendo lamber a caçarola que estava em cima da mesa, onde estava toda a comida da festa. De repente, o Antonio Paiva, fantasiado de Diabinho Vermelho, deu um susto nele, cutucando-o com seu tridente afiado. O Alberto olhou pra ele, sorriu e apertaram as mãos. Quando o poeta LuisF, escondendo sua face com um capuz misterioso, se aproximou dos dois e perguntou meio desconfiado: Vocês são meus amigos??

Outras poetisas estavam dançando um rock estilo gótico no meio da sala: a Ledalge, fantasiada de Salamandra vermelha, com asas pra voar até seu amado, a protetora da fogueira da festa:; a Carolina de diabinha num vestido justíssimo de cetim vermelho; a Eliana Alves de Mulher Vamp e sedutora: a Glória Salles de óculos escuro num vestido roxo de cetim, com uma rosa vermelha na mão: a Zélia Nicolodi de Anjo Negro, com asas enormes nas costas; Ângela Lugo de Mulher Aranha e meia de arrastão e bota preta de verniz; ROMMA parecia uma Deusa da Grécia antiga; Vania de vestido de oncinha; todas dançavam no mesmo ritmo numa coreografia sensual.

Os amigos poetas ficavam em volta observando: Alemtagus, estava fantasiado de Príncipe das Trevas, com um cavanhaque misterioso e mostrava suas cartas que nunca enviou para Margarete, fantasiada de Mulher Gato, com um macacão colado no corpo, lambendo suas garras de vez em quando. O caopoeta ficava pelos cantos, com lentes brancas nos olhos, encorporando um fantasma.

De repente, alguém gritou: - O José Torres sumiu!! Ele estava fantasiado de Gasparzinho e ficava voando por cima de nossas cabeças, com a Maria Cura pra lá e pra cá, até que saiu pela janela e não apareceu mais, até o lançamento do seu último livro.

Enquanto isso, na biblioteca do Conde Drácula Trabis, estavam os intelectuais da festa: Henrique Pedro, fantasiado de Homem Esqueleto, mas não fez dieta; Jessé Barbosa de Zé do Caixão com unhas postiças, cartola na cabeça e capa preta; JSL com a bandeira do seu novo Partido, fantasiado de Zorro e sua espada de prata; Amandu de Padre Exorcista e água benta; o Júlio Saraiva fantasiado de Nero e escudo na mão: o Improvável Poeta de Bruxo Druida; Q14 de Cavaleiro do Apocalipse Now; Batista de Corvo; Luis Nunes e Bruno Villar abafaram com sua fantasia de “Tropa de Elite”; o fogomaduro veio a caráter com sua fantasia de Homem-Chama, investigando se tinha alguém plagiando sua fantasia...e a Sandra e a Amora se vestiram de dupla sertaneja, pois foram contratadas pelo Trabis, para cantar na festa. A Alexis estava fantasiada de secretária do Trabis, ficava anotando tudo o que todos falavam.

Quando as doze badaladas “ noturnicas “, começaram a tocar no relógio enorme e antigo de madeira no canto esquerdo da sala, o freudnaomorreu saiu de um sarcófago em pé do lado do relógio, fantasiado de Múmia e com um cheiro horrível de enxofre.

As fadinhas da festa serviam os convidados, todas vestidas de borboletinhas coloridas: Liliana Maciel de rosa; Cléo de laranja, Felicity de azul, MariaSousa de verde-água, Rosa Mel de amarelo; Rosamaria de violeta; Fhatima de dourado; Claudia Guerreiro de prateado; Maria Verde de carmim-cintilante; Fly de lilás; “ci” de vermelho; Sonia Nogueira de azul-marinho; Rosafogo de cobre. AnaCoelha estava de Sininho ao lado do Peter-Pan glp.

Duas convidadas lançaram seu livro na festa: Vanda Paz, fantasiada de Morticia, com uma peruca preta e uma mecha branca, trazendo “as brisas do mar” em suas mãos; Mel de Carvalho fantasiada de Madame Butterfly trazendo “no princípio era o Sol” em suas mãos. Enquanto isso, na porta do banheiro feminino, Avozita fantasiada de Maria Antonieta, "A Louca", estava entregando maçãs vermelhas para as moças sedutoras da festa, entre elas, HorrorisCausa fantasiada de Índia da Amazônia, com o arco e flecha na mão.

Engraçado foi ver o poeta Edilson José chegando na festa, fantasiado de “Elvis Presley” e óculos espelhado, dizendo pra todos: - Elvis não morreu, companheiros!!! A Luta continua!! E o poeta Jaber de Batman voando pra todo lado, tentando pegar o Coringa da festa, que surpreendentemente era a fantasia do poeta Carlos Ricardo. Morethanwords vestida de preto, com uma dália negra em seus cabelos, entregava velas vermelhas para os convidados.

Lá pelas tantas da madrugada a poeta Tânia Camargo, fantasiada de Viúva Negra, surtou de vez, pegou todos os seus pertences e foi acompanhada pra casa pelo poeta Gil de Olive fantasiado de “O Homem da Cobra “, aquele que não para de falar um só segundo. Trigo entregava os sobretudos na porta principal, vestido de Mordomo do Vampiro. Haeremai entrava e saia pela porta do palácio, num vestido esvoaçante azul, como se fosse uma modelo de passarela, tranzendo nas mãos A Intemporalidade dos Sonhos.

E, ainda fizeram uma serenata pra Lua Cheia, acompanhada pelos poetas: Carlos Teixeira Luis fantasiado de Fantasma da Ópera; Gyl de Pirata do Caribe; Flávio Silver de Zombie; Antonio Manuel R. Martins de Darth Vader, o vilão negro do filme Guerra Nas Estrelas; Sterea fantasiada de Joanna D’Arc; Quidam de Highlander; “Mim” de Maga Patalógica; Nitoviana de Romeu de Shakespeare e RosaDSaron de Julieta. Todos cantaram pra lua e ouviram o uivar do Lobisomem, que era a fantasia do Lustato.

Mas, no final, sempre tem que ter uma surpresa para deixar a festa inesquecível. O anfitrião Conde Drácula Trabis chamou a atenção de todos, mandou o DJ, que era a fantasia de Xavier Zarco, colocar um tango “La Comparsita” e chamou uma mulher misteriosa que estava no canto da sala, toda de preto, num vestido de fenda na coxa direita, com uma máscara de lantejoulas vermelhas e seus cabelos soltos cobrindo suas costas nuas. Eles dançaram calientemente, deram um show e quando terminou a música, ele inclinou o corpo da mulher, olhou nos olhos dela, aproximou seus lábios nos lábios dela e mordeu o pescoço da mulher, sugando seu sangue....Enquanto todos queriam saber quem era aquela mulher misteriosa, que estava morrendo nos braços do Conde Drácula Trabis, para virar uma Lady Vampira da Lua Cheia.

- Tire a máscara! Tire a máscara! - Todos pediam num só coro. Concordando, ele revelou a identidade da mulher. Todos ficaram em silêncio até quando a poeta Vóny Ferreira gritou:

- Olhos de Lince!!


Helen De Rose
Visite meu blog

*dedicado a TODOS os amigos do Luso-poemas, sem exceções, com carinho, com humor e amizade. Desculpe-me por não lembrar de todos, o Luso está crescendo todos os dias. Se você desejar fazer parte desta festa, mande uma PM pra mim, que incluirei seu nome e fantasia.


DIVIRTAM-SE!!!
 
Autor
HelenDeRose
 
Texto
Data
Leituras
9190
Favoritos
5
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
86 pontos
44
1
5
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 29/10/2009 14:31  Atualizado: 29/10/2009 14:31
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Helen
eheheheheh
não me importo nada de ser bruxa mas só se for
bruxa (boa...) rs que isto de "bruxas" assusta-me um pouco!
Este texto está engraçadíssimo!
Já o conhecia e continuo a achar que ele é revelador da boa convivência que impera neste site. Mesmo nas "discórdias pontuais" vamos alicerçando amizades e ultrapassando as dificuldades inerentes a uma casa onde convivem varias sensibilidades. É isso que deve ser ressalvado!
Um beijo, e... sendo (como sou) a madrinha do tal pseudónimo de "olhos de lince" prometo-te as amêndoas quando vieres a Portugal.
Beijinho com amizade
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
Pedra Filosofal
Publicado: 29/10/2009 16:57  Atualizado: 29/10/2009 16:57
Colaborador
Usuário desde: 17/09/2007
Localidade: Barreiro
Mensagens: 1279
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Ah menina, quando eu ri o ano passado com este baile... adorei na altura, adorei agora. Fabuloso mesmo!!! ehehehhehe


Enviado por Tópico
morethanwords
Publicado: 29/10/2009 17:19  Atualizado: 29/10/2009 18:29
Colaborador
Usuário desde: 21/11/2008
Localidade:
Mensagens: 1507
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Minha querida amiga, acabei de dar as velas vermelhas todas e a Dália preta que tinha no meu cabelo... agora me aguardem venho bailar com o meu gatinho (adivinha quem é?)e deixar o meu cheirinho...nesta FESTA DE HALLOWEEN

ui ui ui....



Open in new window



loll


beijinhos pretos, e uma dentadinha vermelha...kkkk

T!na


Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 29/10/2009 17:25  Atualizado: 29/10/2009 17:25
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6880
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Helen,

Muito legal, criativo, enfim, vc deu um show aqui...eu adoro rock e ainda mais de vermelho rsrsr!!!

Valeuuuuuuuuuuuuuu
Beijo ariano


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 29/10/2009 17:57  Atualizado: 29/10/2009 18:00
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Muito engraçada tua festa, sabes que eu conheço este castelo ao vivo, e inspira horror posso dizer-te.
Agora te digo foi uma surpresa eu estar lá, ou seja aqui na tua festa e logo vestida duma cor outonal que
me inspira.
Helen, diverti-me imenso ao ir descobrindo os famosos convidados, suas roupagens e seus papéis. Fiquei feliz,por a amiga Vóny ter um papelão tão grande, aliás como grande que é, só poderia ser ela
a poderosa ( uma bruxinha boa) como ela diz.
Para a Lady Vampira da Lua cheia aqui fica uma dentadinha gostosa.

beijinho
rosa


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/10/2009 20:40  Atualizado: 29/10/2009 20:40
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Li quando aqui colocaste este texto a que agora deste nova roupagem. Mostra a Helen generosa que eu conheço.
Foi pena eu ter dado aos sapatos na tal festa, talvez tenha sido pela própria Maria Cura. uma de carne e osso que me inspira...
Muito engraçada e nobre da tua parte esta crónica. Beijo moça.


Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 29/10/2009 20:51  Atualizado: 29/10/2009 20:51
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7254
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
como é que é?eu é que sou a secretária e tu é que fazes a acta?...

um "horror" essa festa!mas muito divertida.
beijo,
alex


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/10/2009 21:01  Atualizado: 29/10/2009 21:01
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Open in new window




Oi Helen,me atrazei um pouco ,fui pegar água benta srsrrsrsr,
Linda festa
Parabéns pela criatividade
Abraços mary


Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 30/10/2009 11:13  Atualizado: 30/10/2009 11:13
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4531
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Como bruxa que sou,
E já velha sabida,
Vou fazer um feitiço,
por ter sido excluida.

ABRACADABRA...................



Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 30/10/2009 12:43  Atualizado: 30/10/2009 12:43
Colaborador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 2699
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
como no ano passado não estive presente porque parti a chave na fechadura do meu caixão, este ano não falto até porque substitui a fechadura por uma daquelas que abre com a impressão digital...eu lá podia faltar á la folie.

excelente texto!

beijo




Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 30/10/2009 13:07  Atualizado: 30/10/2009 13:07
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8065
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Muito divertido Helen. Obrigada por me ter convidado. Beijo


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/10/2009 13:43  Atualizado: 30/10/2009 13:44
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
nesta festa renovada de amigos e irmãos, cada sorriso que dou pingam gotas de mel de minhas presas. Doce veneno!!!
ihihiêhêhêhhahahahahah!!!!!

quero doce, mais depois; muitas travessuras. eheheheh


Enviado por Tópico
José-Rudá
Publicado: 30/10/2009 18:21  Atualizado: 30/10/2009 18:21
Da casa!
Usuário desde: 04/01/2009
Localidade: Rio de Janeiro - RJ - Brasil
Mensagens: 262
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Ah, esses olhos!

Beijo, Capitu!

Saudades de mamãe...


Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 30/10/2009 18:52  Atualizado: 30/10/2009 18:52
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6675
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Querida afilhada,

Apreciei muito reler esse texto com novos personagens e fantasias.
Super Dia das Bruxas do do Saci! :)

Bjins da dindinha, Betha.


Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 30/10/2009 19:16  Atualizado: 30/10/2009 19:16
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 11971
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Fiquei feliz por ver esta festa mais um ano e com novos personagens...uma festa muito divertida.

Um texto criativo bem estruturado e com muita dedicação para te lembrares de tantos nomes.

Parabéns por mais uma vez organizares esta bela festa.

Beijos


Enviado por Tópico
cleo
Publicado: 30/10/2009 19:49  Atualizado: 30/10/2009 19:52
Luso de Ouro
Usuário desde: 02/03/2007
Localidade: Queluz
Mensagens: 3857
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Olha Helen, nem quero imaginar o trabalhão que deves ter tido para conseguir encaixar toda esta gente na festa do Conde Drácula...
Mas que ficou um espectáculo, lá isso ficou!!!
Tal como há um ano atrás, li-o com imensa satisfação e não pude deixar de sorrir durante todo este tempo que a festa durou e ainda tenho esse sorriso pregado na cara. Só de imaginar a festa como se de um filme se tratasse.

Espectacular, mesmo!

Parabéns por o ter escrito e por o voltar a reeditar hoje.

Beijo


Enviado por Tópico
Nitoviana
Publicado: 31/10/2009 12:36  Atualizado: 31/10/2009 12:36
Colaborador
Usuário desde: 10/04/2009
Localidade:
Mensagens: 648
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
"Vade retro Satanas, Terranegro, Belzebu, lagarto lagarto", Romeuuuuuu!!!??? Ahahahah
Adorei esta brincadeira em forma de texto.
Um beijo grande Helen


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 01/11/2009 12:20  Atualizado: 01/11/2009 12:20
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17656
 Re: OS POETAS DO LUSO NA FESTA DE HALLOWEEN
Vou ser a última a sair...hehehehe
Arroz de festa! Perfeito Helen!
Aplausos de pé! Vou levar e não sair do baile.
Esse vestido de oncinha me faz sentir nessa dança sensual. Obrigada! Beijos daqui.


Enviado por Tópico
Pedra Filosofal
Publicado: 14/06/2012 15:28  Atualizado: 14/06/2012 15:28
Colaborador
Usuário desde: 17/09/2007
Localidade: Barreiro
Mensagens: 1279
 Re: Os Poetas Do Luso Na Festa De Halloween
Este é, sem dúvida, um dos textos mais divertidos dos que grassam aqui no Luso-poemas. Muito bom mesmo (e daí cá ter voltado ehehehhehe)


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/06/2012 01:39  Atualizado: 15/06/2012 01:41
 Re: Os Poetas Do Luso Na Festa De Halloween
Quando Pedra Filosofal deixou o comentário, eu estava of daí voltando agora para comentar, e vi o título do texto, interessei-me e deliciei-me com a leitura. Muito bom, Helen!
Niki


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/10/2012 16:22  Atualizado: 30/10/2012 16:23
 Re: Os Poetas Do Luso Na Festa De Halloween
pode-se dizer que; esta sim é que é uma festa de 'arromba'. já dura três anos e; atualisadíssima... tô dentro...eheheheh