https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Outono Mestre-pintor

 
Outono, mestre-pintor

Cismando um dia nas cores

Que ao Mundo havia de dar

Trouxe a paleta e os pincéis

Trouxe a caixinha das tintas

E começou a pintar !

Fez amarelo e com ele

Pintou folhas e florestas

Pôs tom vermelho no Sol

Acobreando o arrebol

Com grandes galas de festas.

O céu pintou de cinzento

Num acesso de tristeza

Mas depois arrependido

Da sua pouca brancura

Pôs-lhe nuvens muito brancas

De imaculada alvura.

Depois veio o orvalho brando

De suas lágrimas feito

Tombou paleta e pincéis

Rolaram tintas pelo chão

E a sua obra deixou

Julgando ter fracassado

Legada a atroz solidão.

Quando o Inverno chegou

vendo tal obra de amor

Admirou secretamente

O Outono, mestre-pintor!



Se pudesse falar de mim em poucos minutos...acho que vos olhava profundamente nos olhos...e voava.
Fê-Blue bird.

 
Autor
Hedla
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1350
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 09/11/2009 13:26  Atualizado: 09/11/2009 13:26
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8295
 Re: Outono Mestre-pintor
Hedla adorei pintura e pintor(a). Um poema história como uma canção. Bjs


Enviado por Tópico
Sterea
Publicado: 09/10/2012 18:24  Atualizado: 09/10/2012 18:24
Colaborador
Usuário desde: 20/05/2008
Localidade: Porto
Mensagens: 3404
 Re: Outono Mestre-pintor
Que pena não ter voltado, Hedla!

"Olhai o Outono pintor, pássaros que partis!..."

Beijinho, com asas para a buscar.