https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

ÉS MINHA... (Inédito!)

 
Tags:  paixão    saudade    desejo    sedução  
 
<div><embed src="http://widget-9c.slide.com/widgets/slideticker.swf" type="application/x-shockwave-flash" quality="high" scale="noscale" salign="l" wmode="transparent" flashvars="cy=lt&il=1&channel=432345564275506588&site=widget-9c.slide.com" style="width:600px;height:425px" name="flashticker" align="middle"></embed><div style="width:600px;text-align:left;"><a href="http://www.slide.com/pivot?cy=lt&at=u ... 5564275506588&map=1" target="_blank"><img src="http://widget-9c.slide.com/p1/4323455 ... /images/xslide1.gif" border="0" ismap="ismap" /></a> <a href="http://www.slide.com/pivot?cy=lt&at=u ... 5564275506588&map=2" target="_blank"><img src="http://widget-9c.slide.com/p2/4323455 ... /images/xslide2.gif" border="0" ismap="ismap" /></a> <a href="http://www.slide.com/pivot?cy=lt&at=u ... 5564275506588&map=F" target="_blank"><img src="http://widget-9c.slide.com/p4/4323455 ... images/xslide42.gif" border="0" ismap="ismap" /></a></div></div>



ÉS MINHA...


O nosso arco-íris encontrei numa garrafinha
Que vagava entre nossos mares e marés devagar...
Nas vagas horas do nosso íntimo compartilhar
Esperei o momento certo, e abri a tampinha…

Aquelas cores escaparam em luz branquinha,
Era o espectro repleto de todo nosso mar...
E nos fizemos nós naquele febril despertar
A beber, do artefato, o vinho que nem tinha…

Beijos e abraços no pacto que nos mantinha
A viver o sonho da vida sem querer despertar...
No maturar daquela, tenaz bebida, doce vinha

Onde era uva em tua boca e me fazias rainha
No delírio apaixonado do meu e teu navegar
Em que ao meu ouvido falavas: És só minha…

Ibernise.
Barcelos (Minho/Portugal), 11.11.2009.
Núcleo Temático Romântico.
Direitos autorais reservados/Lei n. 9.610 de 19.02.1998.

Para desativar o som clique no canto superior esquerdo do video. Obrigada.
 
Autor
Ibernise
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1707
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
10
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/11/2009 17:13  Atualizado: 11/11/2009 17:13
 Re: ÉS MINHA... (Inédito!)
Lindo...

O pacto deve durar para sempre!


Enviado por Tópico
Alberto da fonseca
Publicado: 11/11/2009 17:54  Atualizado: 11/11/2009 17:54
Colaborador
Usuário desde: 01/12/2007
Localidade: Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7196
 Re: ÉS MINHA... (Inédito!)
OLÁ IBERNISE ILUSTRE POETISA, BOA NOITE!

lINDO ESTE PACTO ESCRITO PELA PENA DE UMA VERDADEIRA POETISA.
ESPERO QUE TENHA REFORÇADO O PACTO DE AMIZDAE COM O MINHO E COM PORTUGAL EM PARTCULAR ESPERO TAMBÉM QUE ESTEJA A GOSTAR DESSE CANTINHO.

DESEJO-LHE DO CORÇÃO UMA BOA ESTADIA, IBERNISE

BJS DE AMIZADE E RESPEITO
A. DA FONSECA


Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 11/11/2009 18:05  Atualizado: 11/11/2009 18:05
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14977
 Re: ÉS MINHA... (Inédito!)p/ Ibernise
Querida e doce amiga Ibernise

Quanto encanto em teus versos
as imagens estão lindas e o amor
mais ainda .... Parabéns

Beijinhos doces n'alma


Enviado por Tópico
De Moura
Publicado: 11/11/2009 20:46  Atualizado: 11/11/2009 20:46
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2007
Localidade: USA / NJ
Mensagens: 752
 Re: ÉS MINHA... (Inédito!) To Ibernsie
Querida Ibernise,

Que poema mais lindo!!!
Puro romantismo poético, e logo com essa música aí em cima a conjugar, ai, ai, ai…
Não sei porquê mas estou vendo uma pequena diferença em seus poemas.
Será por estar aí em Portugal? Rssrsrsrsrs…
Mas… continue amiguinha linda adorei estes últimos poemas.

Tudo de bom pra você, e que esses dias por aí lhe toquem a alma para uma recordação guardar em sua alma.

Beijos e um abraço daqueles nossos especias, rsrssrs…

Cina


Enviado por Tópico
Clarisse
Publicado: 11/11/2009 22:35  Atualizado: 11/11/2009 22:35
Da casa!
Usuário desde: 24/09/2009
Localidade: aqui
Mensagens: 392
 Re: ÉS MINHA... (Inédito!)
Lindo, muito lindo este poema...!

Parabéns!

Abraço