Poemas : 

Desapareci

 

Este dia é último e é meu,
O único que não estarei.

Não quero vozes falsas
(Sabem as que podem falar)

Aceito flores, coroas,
Sentimentos de culpa;
Os vossos não.

O que restar do fogo que me consumirá
Dividam em partes.
Um pouco no solo de onde brota uma árvore.

Na Roca, quero voar em tons cinza,
Dispersar-me,
Ser do Mundo sem o ter em mim.

Alterem a consciência,
Riam-se de episódios passados.

Bebam a dor e esqueçam-na.
Fiz o que podia fazer.

Não são necessários hinos ou elegias,
Serei tão somente eu.

Agradeço a todos os que tentaram,
Grito o perdão que não pode ser perdoado.

Enovelei sentimentos fortes
Todos ancorados a vós.

Este novo que vos entrego
Traz vestes velhas.

Vem de tempos idos,
E tudo o que se lhe seguiu.

Nada de mais,
O que era deixou de o ser.

Não respeito leis,
Não há ordem.

Não deviam ver isto,
E menos senti-lo.

Partirei sem saber ao certo
Quão árido se pode tornar o vosso deserto.

Se possível (que não o é)
Toda e qualquer memória de mim.

Toda. Começando na existência,
Um início de anos atrás.

Não existi, não fui.
Apaguem-nas.

Droguei-me com as massas,
Enebriei-me em desgraças.

Nem tudo comportam os olhos,
Tudo isto à minha volta...

... informação excessiva
Violadora de todos os sentidos.

Se me esquecesse o Mundo
Nem número mais seria.

O que me fez continuar em todos estes dias desfocados
Foram outros sentidos.

O cansaço intrinseco, o arrasto.
Ali só posso estar eu.

A falésia do Mundo,
Último mergulho.

Queda magnífica
Angélica.

16/06/2009
 
Autor
Hugo Cabelo
 
Texto
Data
Leituras
1170
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/04/2010 14:53  Atualizado: 14/04/2010 14:53
 Re: Desapareci
LIndo... mas triste... infelizmente todos nós iremos um dia desaparecer assim, espero que demore muito rs, bjus