https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ciranda da “Feliz – Idade”

 
Tags:  amor idade  
 
Vicissitudes e alegrias
Paixões e companhias
Desejos, afetos e pessoas
Eis o tempo! , Que saudade boa!

Ainda que doa, ou pra longe voa
O pensamento que sempre entoa:
Magias, encantos, prantos, e cantos
Perfumes, aromas, das flores dos campos!

Me vejo serena, na brisa, na areia,
Na linda enseada, bela e encantada,
De todas as cores, florindo a vida,
Eis o homem, o tempo, e a terra perdida

E a vida? Viva a vida! Eis um hino de amor
Fervor? Calor? O que falta, fale-me? Por favor!
Felicidade não tem idade, abrange a tenra,
A terceira, a infância e também a mocidade.

Sonhos se fazem de fé,
Que se movem pela esperança
Sonhos nascem dos corações
Que abrigam uma criança

A anatomia não explica, a física não quantifica
A matemática adita, e a química é explosiva!
Não há no mundo ciência em vão,
Mas, o que a define, é somente o coração.

Como Madre Teresa já bem falou:
“- é o resultado inevitável de um coração ardente de amor”
Portanto, para obter essa verdade
Seja amigo, irmão, - Seja cumplicidade!

Plante caridade, pra colher benevolência
Dignidade, paz, e piedade, se constroem pela indulgência
Mostre ao mundo “Ser” um Espírito superior
Traga para seu jardim, cada dia, uma nova Flor!



Cássia Montouto.

 
Autor
Cássia Montouto
 
Texto
Data
Leituras
783
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/03/2010 18:56  Atualizado: 25/03/2010 18:56
 Re: Ciranda da “Feliz – Idade”
Tem ritmo, sonoridade, propriedade e sentido.
Poetisa de verdade.
nuno