Poemas : 

BORBOLETA

 
Tags:  borboleta    ideais    casulo  
 


Ainda que eu tiver que ver o crepúsculo
Pelo quadrado da janela
Tendo o chão gélido e molhado como colchão
Não desanimarei

Ainda que eu tiver que imprimir jornais
Na calada da noite
Para ser perseguida na calçada
Eu continuarei a panfletar meus ideais

Ainda que eu tiver que ficar com meu corpo nu
Para ser torturada
Para ser massacrada
Eu serei Minerva e firme ficarei

Ainda que eu tiver que sair do casulo
Para bater asas nas ruas de vidro
E sangrar todos os dias
Eu voarei

Ainda que eu tiver que perder minha vida
Na estrada deserta
Para vidas serem livres
Minha vida eu darei

 
Autor
Arnoldo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1081
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 28/03/2010 00:11  Atualizado: 28/03/2010 00:11
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6868
 Re: BORBOLETA
Olá,

Um poema marcante.

Parabéns!

Abraço

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 28/03/2010 15:03  Atualizado: 28/03/2010 15:03
 Re: BORBOLETA
Boa-tarde, Arnoldo.

Gostei muito do teu poema,
linguagem impregnada de força
e determinação.

Parabéns