https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Talvez rio

 
Gostava de correr fresca
Nos teus braços

Ser rio entre as margens
Do teu corpo

Carne quente
Amechada pelos teus lábios

Visão turva
Na loucura frenética das seivas

O ninho da tua alma
No silêncio da ansiedade

O porto da tua carne
No despir da vida por inteiro

 
Autor
manucodiata
 
Texto
Data
Leituras
469
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Runa
Publicado: 10/06/2010 22:33  Atualizado: 10/06/2010 22:33
Colaborador
Usuário desde: 24/04/2010
Localidade: Santo Antonio Cavaleiros
Mensagens: 1177
 Re: Talvez rio
Olá. É a primeira vez que te leio e gostei desta paisagem metafórica a correr por entre as margens dos teus versos.

Abraço


Enviado por Tópico
Beija-Flor76
Publicado: 11/06/2010 22:28  Atualizado: 11/06/2010 22:28
Colaborador
Usuário desde: 23/02/2010
Localidade: PORTUGAL
Mensagens: 2058
 Re: Talvez rio
todos somos rios, correndo muitas vezes sem saber para onde, outras vezes de leitos secos nos sentimos perdidos e abandonados.
Mas quando o rio corre fluido, repleto de aguas limpidas e frescas, a vida ganha outra cor .

Gostei muito
Beijinhos


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/06/2010 20:26  Atualizado: 12/06/2010 20:26
 Re: Talvez rio
Parabéns.
abraços
mary