https://www.poetris.com/
 
Homenagens : 

Princesas do povo (Mulheres)

 
<a href="http://1.bp.blogspot.com/_Kpeov3_d-aU ... eres.jpg"><img style="display:block; margin:0px auto 10px; text-align:center;cursor:pointer; cursor:hand;width: 400px; height: 305px;" src="http://1.bp.blogspot.com/_Kpeov3_d-aU ... c/s400/mulheres.jpg" border="0" alt=""id="BLOGGER_PHOTO_ID_5482407055819984354" /></a>
Tenho raízes familiares que me dão ânimo para o tema deste texto.

Nasci numa família em que a minha Mãe vivendo numa classe média acentuada para a época, viveu sempre a cuidar dos mais necessitados.

Foi madrinha de muitas jovens, que não tendo posses para comprar o vestido de noiva e fazer algum enxoval, convidavam-na sabendo que ela ajudaria.

Lembro-me como se se passasse agora!

Esta foi a primeira princesa do povo e que mais me marcou!

Deve estar sorrindo lá no seu descanso passados trinta e seis anos.

Tenho muitas saudades dessa princesa do povo, mas não padeço, porque são saudades de que se gosta…

Conheço – felizmente – muitas princesas do povo: voluntárias de acção social,

Mulheres das artes, domésticas, profissionais com actividades propícias a dar amor e muitas jovens que já sabem o que é Amor de Verdade!

Princesas de corte só conheci uma a que me rendi: Diana de Spencer, que lutou contra tudo e todos.

Protagonizou-se e isso não convinha!

Mulher bondosa, generosa, cheia de compaixão pelo seu semelhante, seu irmão e não seu súbdito.


Citarei algumas palavras que evidenciam o que acabo de escrever:

Por vezes, podiam ver a luz que vinha dos meus olhos e, algumas vezes, podiam senti-la também jorrando do meu coração, quando eu estava em posição de me entregar, o que certamente nem sempre era capaz de fazer. Diana de Spencer

<strong>José Manuel Brazão</strong>


<center><p style="visibility:visible;"><object type="application/x-shockwave-flash" data="http://assets.mixpod.com/swf/mp3/mixpod.swf" height="311" width="410" style="width:410px;height:311px"><param name="movie" value="http://assets.mixpod.com/swf/mp3/mixpod.swf" /><param name="quality" value="high" /><param name="scale" value="noscale" /><param name="salign" value="TL" /><param name="wmode" value="transparent"/><param name="flashvars" value="myid=57286069&path=2010/06/13&mycolor=222222&mycolor2=77ADD1&mycolor3=FFFFFF&autoplay=true&rand=0&f=4&vol=100&pat=0&grad=false"/></object><br><a href="http://www.mixpod.com/playlist/57286069"><img src="http://assets.myflashfetish.com/images/btn-get-tracks.gif" alt="Music" title="Get Music Tracks!" border="0"></a><a href="http://www.mixpod.com" target="_blank"><img src="http://assets.myflashfetish.com/images/btn-create.gif" alt="Playlist" title="Create Your Free Playlist!" border=0></a><a href="http://www.mixpod.com/ringtones/57286069"><img src="http://assets.myflashfetish.com/images/btn-get-ringtones.gif" alt="Ringtones" title="Get Ringtones From This Playlist!" border="0"></a><br />Create a <a href="http://mixpod.com">playlist</a> at <a href="http://mixpod.com">MixPod.com ... </p></center>

 
Autor
JOSÉMANUELBRAZÃO
 
Texto
Data
Leituras
942
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
8
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
LucianaSilveira
Publicado: 14/06/2010 00:58  Atualizado: 14/06/2010 00:58
Da casa!
Usuário desde: 16/01/2009
Localidade: BH
Mensagens: 267
 Re: Princesas do povo (Mulheres)
Belo texto, Zé. As verdadeiras princesas são na verdade as guerreiras pela paz e pelo amor.
Bjs


Enviado por Tópico
Leo Marques
Publicado: 14/06/2010 01:07  Atualizado: 14/06/2010 01:07
Da casa!
Usuário desde: 01/09/2007
Localidade: Évora
Mensagens: 309
 Re: Princesas do povo (Mulheres)
Olá amigo Zé.Gosto do som do texto e do aroma de cada palavra.BeijinhoOpen in new window




Enviado por Tópico
eduardas
Publicado: 14/06/2010 12:16  Atualizado: 14/06/2010 12:16
Colaborador
Usuário desde: 19/10/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3731
 Re: Princesas do povo (Mulheres) p/José Manuel
As verdadeiras princesas não são as que usam diademas, mas a simplicidade de ver e sentir os outros.

Bela homenagem a todas as mulheres que se entregam de si.

bj
Eduarda