https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

ALMAS DISSONANTES

 
Tags:  amor    paixão    desejo    sexo  
 
Open in new window

ALMAS DISSONANTES

Tu não me conheces
Eu não me conheço
Desenlaçou-se o que era ignorante
De nossos comuns desentendimentos
E na atmosfera nada teimou elegante

As bem-venturanças espatifaram-se ao ar
Como opacas bolhas de sabão gigantes
Que a indelicadeza não permite
Ganharem desenvoltura para alçar vôo
E desmancham-se, à toa, ao sopro da boca

Tu não me conheces...
Eu não me conheço...
Um muito disto é o muito pouco
Que restaram de iguais desejos
Em nossas almas dissonantes


Gê Muniz

 
Autor
GeMuniz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
829
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/08/2010 01:45  Atualizado: 14/08/2010 01:45
 Re: ALMAS DISSONANTES
Poeta... tens um jeito todo intenso de escrever, verdades da alma... gosto muito do que escreves, parabéns
Bjus


Enviado por Tópico
Jesusviveemmim
Publicado: 14/08/2010 02:09  Atualizado: 14/08/2010 02:09
Super Participativo
Usuário desde: 07/04/2010
Localidade:
Mensagens: 197
 Re: ALMAS DISSONANTES
Belo poema

Parabéns, obrigado pela partilha...

Abraço

Alice Barros