https://www.poetris.com/
 
Duetos : 

0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)

 
- Iam todos em total algazarra. O carro estava à pinha e nem indícios de vida naquele automóvel. De vez em quando viam-se uns reflexos em tons violeta, que deixavam um colorido vivo nos rostos escuros que ali se amontoavam. Vi-os então de braços no ar a tentar galgar o tejadilho do carro. Eram negros como a fuligem e deixavam a antever a noite que ainda estava longe. A manifestação do 4º elemento é um acontecimento importante. E ali estava eu, esperando que algum carro passasse para me dar boleia. Mas repara que o carro só poderia trazer 3 elementos, para que o 4º elemento se ajustasse ao meio.

Epifania I


- Mesmo num mundo de total confusão, como a do carro em movimento, assim a vida! Um mundo cheio onde o conflito é nota festiva. Mesmo assim a solidão domina o Mundo. Neste carro que parou para me dar boleia, o som deixou de se ouvir. Talvez a curiosidade perante o 4º elemento. Mas é transitório, acredita.
De novo os rostos na penumbra, porque não se visualizam no espaço. Prefiro as almas, essas reconheço-as no meu campo visual interdito a esta dimensão.

Haeremai I


- Entendo-te quando falas em números. Se por um lado, precisas de equilíbrio, por outro deixas de lado as figuras ancestrais de um mundo feito em 4 partes. Ar, terra, água, fogo. Tens a figura geométrica de um quadrado que pode ser ajustada, se nela incluíres um triângulo. Então tu serias o 4º ou o 5º elemento para te apossares das partes que teu corpo consumiu num dia só, onde o sol espreitou e deixou marcas visíveis na cor da noite? Rostos negros de desilusão ou seria a pele bronzeada pelo sol, ou seria mesmo a cor daqueles rostos que se diferenciava da tua? Já esqueceste que a lua muda de cor assim como o sol, a terra, o ar e água? Hoje por exemplo, aquela nuvem gigante pintou o mar de traços negros a carvão. Mas o mar continuava lá genuíno, como o mundo que o criou.
Epifania II


- Nada parece o que é… ou nada é o que parece? As formas geométricas existem no espaço, na relatividade. São subjectivas como as imagens reflectidas num lago ou num espelho. Vês a realidade? Não, nem a verás nunca. O dia perde o Sol num soluço nocturno. As imagens mudam conforme os tons pintados pelo astro Rei. O que somos então? O dia ou a noite? Ou nem uma coisa nem outra? Seremos realidades subjectivas do Ser? Aparência ou subjectividade da realidade. Sabes? Eu morri na teoria da relatividade!

HaeremaiII


Resulto de um modo de dizer as coisas, simples e belas, e tu és o meu guia, o meu assunto do dia, para me dizeres também, de quando tudo era branco nos meus olhos…
Epifania & Ainafipe

 
Autor
Epifania
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1156
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
46 pontos
22
0
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/08/2010 12:42  Atualizado: 25/08/2010 12:42
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
Ola Epifania! Ola Ainafipe!

Foi um grande prazer trabalhar contigo nas realidades e nas virtualidades distintas das imagens reflectidas.Verificar que em ambas as realidades não existem ; tudo é relativo.

Beijo azul


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/08/2010 13:55  Atualizado: 25/08/2010 13:55
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
Gostei muito de ler, pena que não tenha mais tempo e possa ler mais e mais e comentar, cumprimentar, felicitar, etc... aqui pareceram dois lados duma mesma pessoa...

Um abraço.


Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 25/08/2010 14:33  Atualizado: 25/08/2010 14:33
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
Queridas Poetisas
Epifânia e Fatima!

Bela construção ficou este dueto!
Simbiose perfeita entre ambas.
Parabéns as duas poetisas!
Bjinhos
♫Carol


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/08/2010 15:53  Atualizado: 25/08/2010 15:53
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
Reflexões profundas, num texto muito bem escrito. Gostei muito de vos ler.

Beijos

Marialuz


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/08/2010 20:53  Atualizado: 25/08/2010 20:53
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
Amei ler,refletir,agradecemos a partilha,agradecemos a boa leitura.
mary


Enviado por Tópico
anakosby
Publicado: 26/08/2010 13:11  Atualizado: 26/08/2010 14:52
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2010
Localidade: Torres
Mensagens: 1739
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
A verdade está nos olhos do observador.
O que mais varia no resultado de um experimento são as variáveis que o próprio observador encerra.
Um preconceituoso diria, "Olha, um carro cheio de pretos em algazarra. Devem estar bebados"
Um com mania de perseguição diria:" Vários vultos negros querendo minha alma"
Um Brasileiro diria (eu) "Oba! Tem festa, vamos lá conferir"
Um que houvesse tomado ácido diria:" Nossa quantos rostos coloridos..."

E ai por diante.
Portanto para mim o quarto elemento é o amor que somos capaz de por nos olhos para olhar o mundo e criar uma realidade á partir das figuras geométricas, que apenas são no mundo na medida da nossa mente.
Grande beijo nas duas...
E mais um no espelho...
heheheheh


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 26/08/2010 13:42  Atualizado: 26/08/2010 13:42
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
O texto está interessante.
na sequência habitual a forma
desta poeta se expressar, tu, Fátima,
agarraste bem o estilo, e aconteceu
harmonia.
Bj
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/08/2010 14:57  Atualizado: 27/08/2010 02:32
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
o 4º movimento é elemento que manifesta-se coadjuvante no rito da expressão corporal, mas que de tão sutil, é imperceptível a olho nu. vê-se com a alma... e que é prejudicado sobremaneira
na velocidade que se imprime nesses tempos contemporâneos.
um beijo e afetuoso abraço, para as poetisas.

zésilveira


Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 27/08/2010 02:21  Atualizado: 27/08/2010 02:21
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
Uma sincronia perfeita! Bela surpresa de muito talento, das duas nesse dueto. Saio daqui maravilhada. Dois beijos e obrigada


Enviado por Tópico
AnaMariaOliveira
Publicado: 28/08/2010 11:29  Atualizado: 28/08/2010 11:29
Super Participativo
Usuário desde: 19/06/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 158
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
Gostei deste jogo de palavras e imagens, em rituais de "espelho"...

Em tempos escrevi sobre esse constatar do outro como sentido para a nossa própria existência...

"O ser humano que somos é o espelho da própria existência que escolhemos, ou que nos é proporcionada. Quando temos algum sintoma que nos causa mal-estar, o mais provável é que exista na nossa maneira de estar, algo que não permanece compatível connosco, que nos coage, nos algema, mãos, pernas e a alma, amedrontando-nos. Impede-nos de alcançar e manter uma plenitude, que será evidentemente o estado mais natural para um ser racional.
As sociedades criam valores que muitas vezes nos atrofiam, reprimem em lugar de nos desinibirem dando-nos oportunidade de nos desenvolvermos em termos de capacidades e nos afirmarmos naquilo que é a verdadeira essência de cada um.
Para que alcancemos a inteireza, numa concomitante integridade e rectidão, é imperativo o respeito por nós próprios e uma postura de altruísmo constante.
No entanto o processo de aperfeiçoamento de cada um de nós pode ser trabalhado com o outro num projecto de co-criação em que a interacção pode ser aperfeiçoada num estado de amor incondicional.
Carecemos uns dos outros para nos aprendermos a conhecer. Nenhum ser humano pode viver completamente isolado. Necessitamos de nos ver através do espelho que é o outro.
Vejo-me nos teus olhos, nos teus gestos e nos teus abraços!
Sou o reflexo dos teus olhos e das tuas palavras que me invadem em representações de cores e formas, sons e movimentos, sabores e quenturas, trejeitos e aconchegos, sorrisos e odores feitos de tranquilidade, em aquietações de uma terna paz interior!
Tal como as águas sombrias e misteriosas reflectem a luz, também eu sou o reflexo da pureza, da luz e transparência do teu olhar!
Mas o mistério… talvez permaneça sempre por desvendar! Porque a vida é ela própria um maravilhoso enigma!"

Parabéns às duas pelo texto filosófico magnífico, que nos estimula e abana afastando uma apatia retrógrada, generalizada e enraizada.

Cumprimentos.
Ana Oliveira


Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 29/08/2010 15:55  Atualizado: 29/08/2010 15:58
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: 0 4º elemento e a subjectividade(Com Haeremai)
O amor à escrita transforma-se numa afectuosa e sólida amizade que tantas vezes é duradoira, assim
espero que aconteça com estas duas Poetizas que gosto de ler e que sempre nos surpreendam com boa leitura.

O silêncio, cobre e aquece, como aquela cinza que sobra e que sempre reaviva, assim o afecto também permanece. Quero com isto dizer que já tinha lido e apreciado este vosso escrito, mas não comentei porque o tema é demasiado intelectual, para o meu poder de comentar, no entanto arrisquei pelo carinho que tenho p'las duas, mas confesso que é mais fácil ler.

beijo nas duas poetizas.