https://www.poetris.com/
 
Homenagens : 

Lábios Carnudos

 
Tags:  amor    saudade    desilusão    pensamento    ilusão  
 
Como posso descrevê-la
Em um papiro branco; mórbido, persuasivo
Teus lábios carnudos
Tão próximo dos absurdos;
Veneras em teu olhar verde mar
Tinta guache borrada no infinito
Verde água das matas
Delineado torto contornado pelo impossível;
Tua boca engenharia do pecado
Me faz falar em reverência
Palavras vagas, espontânea;
Faz me ajoelhar no anonimato
De sonhar um dia tocá-la
Ora por vezes à noite me assombra
Com teus cabelos negros me açoita
Sou teu escravo, de prazeres e tormentas...
Como posso descrevê-la
Deusa detentora da beleza;
Te imagino toda minha; todo dia, utopia...
Ora por vezes me imagino teu
E me consomes
Até que logo não mais existo.



Marcelo Henrique Zacarelli

São Paulo, Agosto de 2010 no dia 19
Pelo autor Marcelo Henrique Zacarelli
Homenagem á Fernanda V. Zacarelli

 
Autor
Marcelo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
5591
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.