https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Boneca de trapos

 
Open in new window


Abraçaste-me com tal alegria
Que acreditei não ficar mais sozinha…
Era a tua boneca de trapo.
Comigo brincavas,
Dizendo que me amavas…
Encheste-me os miolos de areia,
E remataste-me à tua maneira,
Dos velhos retalhos
Da tua vida em frangalhos!
No meu peito,
Coseste um velho botão
A fazer de coração
E eu, sorria…
Porque feliz te via.
Lembras-te?

Mas afinal, era tudo fantasia,
Ao acordar, reparei…
Não passo de um belo enfeite…
Sirvo apenas p’ra teu deleite!




Fátima Rodrigues

Open in new window



«Escrevo para desabafar, sonhar ou me encontrar»


 
Autor
Fátima Rodrigues
 
Texto
Data
Leituras
1124
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
2
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 14/09/2010 11:59  Atualizado: 14/09/2010 11:59
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9297
 Re: Boneca de trapos
Poetisa Fátima!

Quantas bonecas de trapos existem e quantas outras virão.
Belo poema poetisa!
Bjinhos
♫Carol

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/09/2010 00:09  Atualizado: 15/09/2010 00:09
 Re: Boneca de trapos
Exitem tantas e tantas bonecas por ai,desiludidas ludibriadas.

Corpetes não servem em mim,apertam meus parafusos intimos amarrotam meus sonhos femininos
Não danço conforme a música,o ritmo acelerado faz tropeçar-me ,não uso cinta liga meus passos são largos demais para laços,não uso rendas,pesam demais

Muito belo seu poema
mary